Liga 2011/2012

12-08-2011 14:46

O ano seguinte a todos os recordes azuis

Numa Liga com menos espectadores, o FC Porto ultrapassou marcas históricas e colocou a fasquia muito alta para o novo campeonato.
O ano seguinte a todos os recordes azuis

Por João Paulo Godinho sapodesporto@sapo.pt

Depois de um ano em que o FC Porto foi avassalador a nível nacional, somando recordes atrás de recordes, a nova temporada é aguardada com grande expetativa pelos adeptos. Uns que acreditam em novo ano de glórias, outros que só querem apagar as desilusões de 2011.

Os dragões, comandados então por André Villas-Boas, conseguiram ser em 2010/11 o melhor ataque da prova (73 num total de 584 golos), a melhor defesa (16 tentos sofridos), tiveram o melhor marcador (Hulk, 23 golos), a maior série de vitórias consecutivas (16) e ainda o recorde de pontos a 30 jornadas (84).

As enchentes no Dragão foram várias, mas a época passada até conheceu um decréscimo no número de espetadores da Liga face a 2009/10, com as estatísticas a mostrarem uma queda de 2.616.301 para 2.419.683 milhões de pessoas. A crise económica, o preço dos bilhetes e a hora muitas vezes tardia da partida contribuem para esta situação, mas há mais fatores por trás do problema.

«O clima de alguma insegurança pode ser determinante, embora muitas vezes seja mais uma questão de perceção do que uma realidade. E as atividades concorrenciais ao futebol… em termos de lazer havia muito pouca coisa e hoje em dia isso não acontece», refere Jorge Silvério ao SAPO Desporto.

Para o Provedor do Adepto na Liga, a direção liderada por Fernando Gomes tem demonstrado uma sensibilidade positiva ao feedback dos fãs do futebol, deixando uma mensagem de esperança para a nova temporada.

«São de esperar mais medidas que levem mais pessoas aos estádios. É do interesse de todos que haja mais espectadores», concluiu.