Pinto da Costa

25-02-2012 23:23

FC Porto vai para ganhar «seja na sexta, quinta ou quarta»

No dia 2 de março, o FC Porto desloca-se ao Estádio da Luz para jogar com o Benfica, em jogo da 21ª jornada da primeira Liga de futebol.
FC Porto vai para ganhar «seja na sexta, quinta ou quarta»

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente do FC Porto afirmou hoje, em Famalicão, que o campeão nacional de futebol vai à Luz jogar com o Benfica para ganhar, «seja o jogo na sexta, na quinta ou na quarta, à chegada do avião» da seleção.

«Seja na sexta, na quinta ou na quarta, à chegada do avião, vamos entrar em campo com o pensamento em todos vós. Amanhã [domingo], direi aos meus jogadores que as pessoas de Famalicão querem uma vitória para lhes podermos dedicar», disse Pinto da Costa.

Na quarta-feira, a seleção portuguesa defronta a Polónia em jogo particular em Varsóvia, e nele estarão envolvidos jogadores do FC Porto e do Benfica, que se defrontam dois dias depois na 21.ª jornada da Liga.

As palavras do presidente portista foram proferidas pouco antes de terminar o jogo da 20.ª jornada da Liga em que o Benfica empatou com a Académica (0-0), podendo ser igualado pelo FC Porto antes "clássico" da Luz, caso os "dragões" vençam o Feirense no domingo.

Falando durante a sessão do nono aniversário da Casa do FC Porto de Famalicão, Pinto da Costa admitiu que o jogo com o Benfica «é importante, quase decisivo».

«Vou daqui com muita vontade de pôr o FC Porto na primeira linha», acrescentou.

Na sua intervenção, Pinto da Costa sublinhou que «é muito difícil dirigir uma nau como o FC Porto, amada por muitos, vilipendiada por alguns e com a imagem denegrida quase que diariamente por alguns jornaleiros de Lisboa».

Aludiu ao diretor de um jornal que escreveu que o presidente do FC Porto não foi assistir ao jogo com o Zenit, na Rússia, «porque já sabia que iam perder e, assim, não ficaria ligado à derrota».

Pinto da Costa indicou que só não foi porque nesse dia o filho estava a sofrer uma intervenção cirúrgica «de alto risco».

Referiu-se também às notícias e imagens do jogo entre o Manchester City e o FC Porto, em que André Villas-Boas, anterior técnico dos “dragões”, aparece sentado ao lado de Pinto da Costa «a rir-se, enquanto a equipa sofria em campo».

«Coitadinho do Vítor Pereira, porque Villas-Boas se sentou ao pé de mim», ironizou o líder portista.

Garantiu que essas fotos foram tiradas «muito antes do jogo começar» e assegurou que Villas-Boas «estava a torcer pelo FC Porto, como o mais indefetível dos adeptos».

Disse ainda que na semana passada soube que foi chamado à Polícia Judiciária para tirar a limpo uns «pagamentos» que lhe foram feitos relativos a um livro que escreveu há oito anos.

«Tentam criar falsos problemas, tentam dividir-nos, tentam encenações com que temos de nos debater diariamente. Mas são balas que resvalam na couraça da nossa indiferença, não nos atingem», acrescentou.

Embora se manifestasse «imune» a estas situações, Pinto da Costa disse que elas lhe causam «uma certa repulsa» e sublinhou que o clube não se desviará do seu caminho.

Nesta passagem por Vila Nova de Famalicão, Pinto da Costa teve ainda oportunidade de ouvir o presidente da Câmara local, o sportinguista Armindo Costa, desejar-lhe «a continuação de grandes êxitos desportivos dentro e fora do país».

Antes, Pinto da Costa já tivera oportunidade de afirmar que foi em Famalicão que aprendeu a gostar de futebol, tendo sido ali que, aos oito anos de idade, assistiu ao seu primeiro jogo.

Pinto da Costa enumerou, um a um, o onze inicial do Famalicão nesse jogo, que terminou com uma vitória da equipa da casa por 7-1, contra o Académico de Viseu.