Beira-Mar

11-07-2012 23:19

Majid Pishyar quer clube com identidade forte

Em entrevista publicada no sítio oficial da formação "aurinegra", o investidor fez o balanço de quase um ano à frente do clube.
Majid Pishyar quer clube com identidade forte

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente da SAD do Beira-Mar, o investidor iraniano Majid Pishyar, mantém um discurso ambicioso, desejando construir uma «identidade forte» para o clube de Aveiro e uma equipa de futebol «mais equilibrada e com mentalidade vencedora».

Em entrevista publicada no sítio oficial da formação "aurinegra", o investidor fez o balanço de quase um ano à frente do clube: «Temos de trabalhar para garantir a construção de uma identidade forte para o Beira-Mar».

«Queremos que os nossos adeptos se orgulhem da equipa, queremos ter mais gente no estádio e queremos também que os agentes do futebol nos vejam como um clube atrativo e moderno», sublinhou Pishyar, que referiu estar a atento «aos novos mercados».

O presidente da SAD sublinhou: «Temos sempre de ser ambiciosos, pelo que é importante que consigamos alcançar uma classificação melhor na próxima época. Estamos a trabalhar para uma equipa mais equilibrada e com mentalidade vencedora».

Phishyar destacou que foram introduzidas algumas mudanças na estrutura, para tornar o clube «mais profissional e competente», referindo-se também à política de contratação de jogadores jovens: «Tenho um grande compromisso com os jovens, pois é importante dar-lhes oportunidade».

Majid Pishyar afirmou que Portugal é «um país apaixonado por futebol», mas disse não entender o motivo das pessoas preferirem apoiar Benfica, FC Porto ou Sporting à equipa local: «É importante encontrar estratégias para diminuir a diferença entre as principais equipas e as restantes».

«Não é bom para a indústria que existam tantas diferenças entre os clubes no que diz respeito às receitas, já que se a competição for forte, o campeonato português terá ainda mais valor e os investidores vão sentir-se mais atraídos» ressalvou.

Em relação ao clube de Aveiro, o presidente da SAD considerou: «Crescemos, mas não é ainda o suficiente. Sou uma pessoa ambiciosa e quero fazer algo grande pelo Beira-Mar porque vejo potencial e creio que esta é uma grande oportunidade para todos».

O investidor iraniano acrescentou que está presente no quotidiano do clube, embora não de forma física: «Estou todos os dias em Aveiro, pois tenho as minhas pessoas no clube e estamos em contacto permanente, pois o meu compromisso é total».