FC Porto 4–0 Beira-Mar

22-09-2012 22:19

Dragão à beira de um mar de golos

O FC Porto sobe provisoriamente ao primeiro posto da tabela classificativa da I Liga.
James e Varela marcaram dois dos quatro golos portistas
Foto: ESTELA SILVA/LUSA

Por João Agre sapodesporto@sapo.pt

O FC Porto goleou, este sábado, o Beira-Mar por 4-0, em jogo da quarta jornada da I Liga, disputado no Estádio do Dragão. Jackson Martínez, Varela, James e Maicon marcaram os golos do desafio.

Para este desafio no Estádio do Dragão, Vítor Pereira excluiu da lista de convocados o médio Lucho Gonzalez, por estar na Argentina devido ao falecimento do pai, o lesionado Fernando e Rolando por opção técnica.

Em relação ao último desafio dos Dragões, na vitória por 0-2 em Zagreb para a Liga dos Campeões, Danilo, Atsu e Mangala foram as novidades no onze portista.

Excelente primeira parte protagonizada pelas duas equipas sobre o relvado do Estádio do Dragão. O FC Porto começou pressionante, fazendo de tudo para marcar o mais cedo possível, até porque Vítor Pereira o tinha avisado na conferência de imprensa de antevisão ao desafio: «Não podemos esperar pelas segundas partes para fazer um bom resultado. Temos de ter uma abordagem forte e mental. Procurar construir oportunidades de golos, se possível fazê-los cedo».

Pela frente, o FC Porto encontrou um Beira-Mar destemido e sem complexos de inferioridade, pronto para causar estragos nas ambições portistas. A formação orientada por Ulisses Morais enfrentou o Dragão olhos nos olhos e só veio abaixo após o primeiro golo de Jackson Martínez.

Aos 32 minutos, numa altura em que a partida estava bastante equilibrada, o avançado colombiano desembaraçou-se da defesa aveirense, encontrou espaço, e rematou em direção à baliza com um pontapé de bicicleta. Rui Rego, que até aqui esteve inexcedível a parar os remates portistas, acabou por ser surpreendido pela acrobacia de Martínez.

Em menos de cinco minutos, e perante a desorientação do Beira-Mar, Silvestre Varela fez o segundo, provando que o FC Porto consegue manter a frieza e serenidade nestas alturas.

O FC Porto não podia começar a segunda parte da melhor forma ao marcar o terceiro golo. O colombiano James Rodríguez, que esta noite foi o maestro dos Dragões, aproveitou o cruzamento de Varela para aumentar a vantagem.

Aos 63 minutos, e após a substituição de Atsu por Castro, Vítor Pereira mexeu na equipa pela segunda vez e fez entrar o jovem Juan Iturbe para o lugar de Varela. A substituição mereceu uma grande ovação por parte dos 29 mil espectadores presentes no Estádio do Dragão.

Apesar da boa entrada dos aveirenses, o FC Porto começava a dominar por completo a partida e foi assim que Maicon chegou facilmente ao quarto golo com um cabeceamento certeiro, sem defesa para Rui Rego, quando passava o minuto 71.

Com este triunfo em casa, o FC Porto ascende provisoriamente à primeira posição da tabela classificativa, esperando pelo que o Benfica irá fazer amanhã em Coimbra, em desafio contra a Académica.