Luís Duque

27-10-2014 19:36

"Vim por missão e não para arranjar um emprego"

O novo presidente da Liga de Clubes renuncia ao salário estabelecido para o cargo.
Luís Duque
Foto: DR

O novo presidente da Liga de Clubes.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

No seu discurso de tomada de posse como presidente da LPFP (Liga Portuguesa de Futebol Profissional), Luís Duque anunciou que renuncia ao salário do cargo que agora ocupará durante os próximos quatro anos.

“A minha primeira medida é renunciar ao salário inerente ao cargo de presidente da Liga de Clubes. Vim por missão, e não para arranjar um emprego” declarou o dirigente.

Luís Duque falou ainda sobre o preocupante estado financeiro da Liga de Clubes, reconhecendo que tem muito trabalho pela frente.

“Nos próximos dias irei reunir-me o Conselho Fiscal para percebermos a real situação económica da Liga. Este é nosso ponto zero, a nossa casa de partida infelizmente. Não é preciso ser adivinho para antecipar um cenário bem longe do ideal”, explanou.

O novo presidente deixou ainda críticas à anterior direção face ao rumo das contas deste organismo.

“As contas 2012/13 foram reprovadas, o orçamento 2013/14 nunca foi aprovado. As contas 2013/14 não as conheço. O orçamento 2014/15, em execução, não foi apresentado para apreciação”, concluiu.

Luís Duque, antigo dirigente do Sporting, foi esta segunda-feira eleito presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) com o apoio de uma maioria expressiva dos clubes, sucedendo no cargo a Mário Figueiredo.

A eleição dos representantes da lista única para a presidência da Liga, marcada pelo apoio conjunto do Benfica e do FC Porto, fez-se com 46 votos a favor, cinco brancos e dois nulos, tendo comparecido ao ato representantes de 35 emblemas profissionais (só faltou o Atlético).

Conteúdo publicado por Sportinforma