Arouca

03-01-2015 13:58

"Queremos vencer porque o ponto está caro", lembra Pedro Emanuel

O Boavista-Arouca está marcado para domingo, às 16h00, no Estádio do Bessa, e será arbitrado por Rui Costa (AF Porto).
Pedro Emanuel
Foto: ESTELA SILVA / LUSA

Pedro Emanuel

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O treinador do Arouca, Pedro Emanuel, disse hoje que quer vencer fora o Boavista, no domingo, na 15.ª jornada da I Liga de futebol, para se afastar da zona de despromoção, reconhecendo as dificuldades do relvado sintético.

“É muito importante conquistar os três pontos, tendo em conta que é um adversário direto que está um ponto acima de nós [com 13 pontos] e temos a consciência que com todos os adversários diretos [Gil Vicente, Penafiel e Académica], em casa, venceu. É uma jornada importante que nos pode permitir ficar mais próximos dos objetivos para o final da primeira volta”, lembrou o técnico, na antevisão que fez à agência Lusa.

Pedro Emanuel não esconde que a preparação para jogar no sintético é uma vantagem para os “axadrezados”, mas recorda que o Boavista é uma equipa lutadora, à semelhança da equipa arouquense.

“Sabemos qual é a capacidade que o Boavista tem a jogar em sua casa, não só por ter um relvado diferente do que é normal, e que os torna muito mais preparados para o que é o jogo em si, mas pelo seu público que é entusiasta, e, em função daquilo que é o seu treinador, o Petit, que não desiste. Isso vai-nos levar a ser competentes naquilo que é a nossa missão”, disse.

O agora treinador arouquense iniciou o percurso como jogador de futebol precisamente no Bessa, envergando a camisola do Boavista, onde domingo assinala o centésimo jogo enquanto treinador.

Pedro Emanuel afirmou que este facto vai dar uma envolvência emblemática ao jogo, mas que o essencial são os pontos conquistados no final do jogo.

“A particularidade de ser o centésimo jogo são pormenores que não valorizo muito, mas que acabam por fazer parte do nosso curriculum e por isso mesmo, sendo no Bessa, torna essa envolvência um pouco mais especial, emblemática. Mas quando o árbitro apitar cada um vai defender os seus interesses. Os meus interesses neste momento são os interesses do Arouca e passam por conquistar os três pontos, se possível, ou, se não for possível, conquistar um ponto, porque o ponto está caro, e nós queremos ir atrás do nosso objetivo”, concluiu.

O Boavista-Arouca está marcado para domingo, às 16h00, no Estádio do Bessa, e será arbitrado por Rui Costa (AF Porto).

Conteúdo publicado por Sportinforma