Jorge Jesus para Lopetegui

02-02-2015 20:03

"Não quis ofender ninguém"

Técnico encarnado diz que ainda há muito para ganhar no Benfica.
Jorge Jesus
Foto: LUSA2015

Jorge Jesus não fecha a porta ao estrangeiro

Por Eduardo Santiago e Paulo Jorge Rocha sapodesporto@sapo.pt

O treinador do Benfica comentou esta segunda-feira as recentes declarações do técnico do FC Porto sobre as palavras de Jorge Jesus sobre a luta pelo primeiro lugar. O técnico dos encarnados garantiu que nunca quis ofender o trabalho de Julen Lopetegui e de Marco Silva, e que simplesmente disse uma constatação dos factos: Benfica está em primeiro lugar à frente de FC Porto e Sporting.

"O Benfica está em primeiro lugar. E como está em primeiro está melhor classificado, não é? E se eu disser que o Benfica está num bom momento porque está em primeiro é um facto. Com isto não quero desvalorizar os momentos do Sporting ou do Porto. Eu tive uma afirmação de dizer que os nossos rivais têm de olhar de baixo para cima, ou seja, o Benfica está em primeiro, não foi com o sentido negativo, nem com o sentido de estar a ofender seja quem for. Infelizmente já recebi uma resposta a uma situação em que eu não tinha a ideia de ofender. Eu já fui habituado a estar atrás e a olhar para cima e a ter de olhar para cima, é normal para quem está atrás, mas nunca com o sentido negativo de desvalorizar seja quem for", afirmou Jorge Jesus em declarações à margem da apresentação do livro biográfico de Jorge Mendes.

Questionado sobre a possibilidade de poder vir a treinar fora de Portugal, o treinador português assumiu que ainda "há muito para ganhar no Benfica", e que o seu foco está na Luz, por enquanto.

"O treinador trabalha sempre numa perspectiva de evolução. Profissionalmente estou em Portugal, onde já ganhei tudo, e se tu queres atingir outras metas tens de sair para fora do país. Tenho a perfeita noção da profissão que escolhi por isto do futebol muda tudo em poucas semanas. Hoje o meu foco e a minha ambição é ser duas vezes seguidas campeão pelo Benfica. É o meu foco este ano", frisou Jorge Jesus

"Conquistar um título europeu pelo Benfica? Isso é mais difícil porque se queres atingir o top-10 e seres consagrado como um dos melhores treinadores do mundo não pode ser só do teu trabalho no teu país. Eu em Portugal ou outro qualquer treinador em Espanha. Ainda há muita coisa para ganhar no Benfica. Não só ganhar o campeonato, as exigências todos os anos no Benfica é seres campeão, ponto número um, e é dentro dessa ideia que eu trabalho todos os dias. Agora há outros objetivos que se quiseres atingires tens meia dúzia de equipas e não sei se essa meia dúzia de equipas me querem", acrescentou o treinador do Benfica.

Sobre as capacidades para treinar um colosso europeu, Jorge Jesus confessou que se sente capaz para essa tarefa e frisou que também os melhores jogadores precisam dos melhores treinadores.

"Claro que me sinto capacitado (para treinar um grande clube europeu). Claro que tens de ganhar uma Champions ou um campeonato num país mais competitivo para ser reconhecido internacionalmente. Os clubes com mais condições de ir ao mercado têm orçamentos de 600 milhões e assim é fácil ter os melhores jogadores. E para trabalhares os melhores jogadores também tens de ser um grande treinador", sentenciou Jorge Jesus sobre o tema.

Conteúdo publicado por Sportinforma