V. Setúbal 1-2 Sporting

12-04-2015 21:07

Sporting regressa aos triunfos no campeonato

Os leões foram ao Bonfim acabar com a série de maus resultados das últimas três visitas ao V. Setúbal (duas derrotas e um empate)
Tanaka
Foto: José Sena Goulão

Japonês voltou aos golos.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O Sporting garantiu um triunfo por 2-1 frente ao V. Setúbal, no Estádio do Bonfim, em encontro da 28.ª jornada da Primeira Liga. Os golos leoninos foram apontados por Carlos Mané (38') e Tanaka (45'). Suk (47') fez o golo do V. Setúbal.

O treinador Marco Silva surpreendeu no onze inicial que apresentou em campo. Slimani e William Carvalho ficaram no banco e deram lugar a Tanaka e Rosell, respetivamente. A presença de Carlos Mané era previsível face à ausência do castigado Nani.

O Sporting apresentou dificuldades nos primeiros dez minutos para impor o seu jogo e acabou por ser o Vitória de Setúbal a aparecer com perigo na área de Rui Patrício. Suk (7') cabeceou mais alto que Paulo Oliveira, mas o guarda-redes leonino encaixou. Depois foi Zequinha (10') a atirar à malha lateral.

Com o passar do tempo, o jogo foi-se invertendo e a lógica do mais forte acabou por se impor. O Sporting começou a ter mais posse de bola, a subir mais no terreno, e João Mário (12') testou as qualidades do alemão Raeder com um bom remate. E o guarda-redes voltou a brilhar aos 29 minutos com uma defesa que parecia impossível, após cabeceamento de Paulo Oliveira.

O Sporting ameaçava cada vez mais e chegou ao golo com naturalidade. Miguel Lopes, que se mostrou muito ofensivo, cruzou na direita e Carlos Mané (38') com um bom gesto de cabeça colocou a bola dentro da baliza do V. Setúbal.

O segundo golo dos leões surgiria sobre o intervalo. Miguel Lourenço tentou cortar de forma acrobática uma bola e esta sobrou para Tanaka que aproveitou para regressar aos golos e, mais uma vez, mostrar que a sua técnica. Ao intervalo o resultado ajustava-se.

Depois desta primeira parte poder-se-ia pensar que o Sporting partiria para uma segunda parte tranquila, mas isso não aconteceu. Suk pintou uma obra de arte aos 47 minutos e colocou a formação da casa dentro do jogo. O avançado passou por Paulo Oliveira com classe, e depois fintou Rui Patrício para o mais belo golo desta noite.

O jogo entrou numa fase quezilenta, com muitos duelos individuais e pouco futebol. Daqui resultou a expulsão de Frederico Venâncio (61'), que viu o segundo amarelo por um desentendimento com Ewerton. Mas depois foi o central brasileiro a ir para a rua aos 64 minutos porque voltou a ver um amarelo, agora por falta sobre Suk. A decisão foi aplaudida pelos sadinos e criticada pelo banco leonino.

Até final, João Schimdt (66') assustou Rui Patrício na cobrança de um livre, e Carrillo (71') proporcionou uma grande defesa a Raeder, mais uma.

A vitória por 2-1 deixa o Sporting com 60 pontos no terceiro lugar, repondo os sete pontos de vantagem sobre o SC Braga. Já o V. Setúbal mantém os 25 pontos e o 15.º lugar

Conteúdo publicado por Sportinforma