Belenenses

13-04-2015 21:04

Ramos Lopes: "Benfiquistas deviam ter vergonha desta situação"

O Belenenses recebe o Benfica na próxima jornada e poderá haver ausências de peso na formação do Restelo.
Ramos Lopes com Jorge Sampaio numa visita ao Restelo do presidente da República em 2000
Foto: STR/Miguel Fernandes

Ramos Lopes foi presidente do Belenenses entre 1997 e 2000

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O antigo presidente do Belenenses mostrou-se muito crítico quanto à política de cedências de jogadores do emblema do Restelo, e mostrou-se indignado com toda a situação em torno das 'poupanças' de Miguel Rosa e Deyverson na primeira volta do campeonato nacional no jogo com o Benfica.

Ramos Lopes classificou mesmo de 'vergonha' o que se estaria a passar com certos jogadores que alegadamente têm pré-acordo com o Benfica e que não jogam contra os 'encarnados'.

"É uma vergonha que os jogadores que têm um pré-acordo com o Benfica não participem neste jogo. O caso do Dálcio, por exemplo, não faz sentido pois foi criado no Restelo e nunca teve qualquer ligação ao Benfica. Não se justifica, de maneira nenhuma, esta situação", começou por dizer Ramos Lopes citado pelo jornal Record.

"Os benfiquistas deviam ter vergonha desta situação. Comigo a presidente, isto nunca aconteceria pois não permitiria que alguém colocasse em causa a dignidade do Belenenses", frisou o antigo presidente do Belenenses.

Conteúdo publicado por Sportinforma