Benfica Campeão

18-05-2015 07:48

Confrontos com a polícia só acalmaram perto das 3h da manhã

Festa encarnada do Benfica foi manchada por confrontos entre adeptos e polícia.
Confrontos entre adeptos e polícia
Foto: EPA/JOSE SENA GOULAO

Confrontos entre adeptos e polícia

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Os distúrbios registados nos festejos do Benfica pela conquista do título de campeão nacional de futebol, em Lisboa, ficaram praticamente controlados perto 03:00 da manhã.

Depois dos confrontos entre adeptos e Polícia de Segurança Pública (PSS) na Praça do Marquês de Pombal, os distúrbios continuaram em algumas artérias adjacentes, nomeadamente na avenida Fontes Pereira de Melo, conforme constatou a agência Lusa no local.

Cerca de três dezenas de adeptos que continuavam a arremessar pedras e garrafas foram sendo afastados pela Unidade Especial de Polícia (UEP) da PSP, cujos elementos subiram toda a avenida até à Praça Duque de Saldanha, onde foram incendiados pelo menos dois caixotes de lixo.

Perto das 03:00 da manhã, os elementos da UEP pararam esta ação de 'varrimento' cerca de hora e meia depois dos primeiros incidentes que ocorreram no Marquês de Pombal, já quando a equipa do Benfica celebrava o título com as dezenas de milhares de adeptos que ali se concentraram a partir das 20:00 de domingo.

"O foco de desordem iniciou-se no interior da multidão. A polícia teve de intervir. Houve arremesso de garrafas e de pedras contra a polícia", afirmou o subcomissário da PSP Hugo Abreu, em declarações prestadas à SIC, na Praça do Marquês do Pombal.

A Lusa constatou que houve vários feridos, alguns dos quais assistidos no local, mas o responsável da PSP referiu então que não tinha sido contabilizado o total. "Há adeptos do Benfica e elementos da PSP feridos", acrescentou.

Incidentes na Praça Marquês de Pombal em Lisboa, entre adeptos e a polícia, mancharam os festejos do Benfica, horas depois de se ter sagrado bicampeão com um empate 0-0 no terreno do Vitória de Guimarães, na 33.ª e penúltima jornada da I Liga.

Numa altura em que milhares de adeptos festejavam com a equipa o 34.º título nacional dos 'encarnados', registaram-se escaramuças que levaram à atuação de agentes PSP, nomeadamente do corpo de intervenção, contra os quais foram arremessadas garrafas, pedras e outros objetos.

Na sequência dos incidentes, grande parte do Marquês de Pombal foi inicialmente evacuada, mas os incidentes continuaram e as celebrações do título praticamente terminaram aí, apesar do apelo do brasileiro Luisão, capitão da equipa do Benfica, para que serenassem os ânimos.

Conteúdo publicado por Sportinforma