Futebol

23-06-2015 15:31

Algumas dúvidas e poucas certezas no Sporting 2015/2016

William Carvalho, Adrien Silva e Slimani são os jogadores com muito mercado.
William Carvalho e Adrien podem deixar Alvalade
Foto: Lusa

William Carvalho e Adrien podem deixar Alvalade

Por Evandro Delgado sapodesporto@sapo.pt

O Sporting prepara-se para entrar na Era Jesus, depois de ter resgatado o treinador bicampeão português ao rival Benfica.

Bruno de Carvalho teve uma jogada de mestre e foi buscar aquele que é considerado o melhor treinador a trabalhar em Portugal. Com Jesus renasce a esperança sportinguista em títulos mas, acima de tudo, em ter uma equipa que consiga vencer o campeonato, algo que não acontece desde 2001/2012, ou seja, há 13 anos.

Numa altura em que os clubes ainda estão a planear a próxima época, pouco se sabe sobre o "leão", versão Jesus. Entre possíveis saídas e entradas no plantel, há mais dúvidas que certezas.

William, Adrien e Slimani podem sair

Do atual plantel há vários jogadores com muito mercado, pelo que ainda poderão deixar Alvalade neste defeso. Tudo dependerá dos valores apresentados e da necessidade do Sporting em desfazer-se das suas principais pérolas. William Carvalho, Adrien Silva e Slimani são os alvos mais apetecíveis e, caso saiam, os "leões" terão de correr contra o tempo para arranjar potenciais substitutos, algo que não será fácil.

Na defesa Jesus sabe que já não poderá contar com Cédric, transferido para o Southampton, pelo que os "leões" terão de arranjar uma alternativa a Miguel Lopes, alternativa essa que até pode ser Esgaio. Na esquerda não deverá haver mudanças, a não ser que Jefferson saia. Na zona central da defesa, o Sporting precisa de um defesa central experiente, que entre "de caras" no onze, para fazer dupla com Ewerton ou Paulo Oliveira. Rui Patrício tem o lugar garantido na baliza, a não ser que deixe o clube até 31 de agosto.

Caso não haja mudanças no atual meio-campo, os "leões" terão apenas de arranjar jogadores que possam ocupar os lugares de William ou Adrien, jogadores-chave na zona central do meio-campo, quando estes não estiverem disponíveis. Rosell, Slavchev e André Martins não parecem ser alternativas, depois de terem feito poucos jogos na época transata. João Mário é uma boa solução para jogar no lugar de Adrien, partindo do princípio que Jesus irá jogar com apenas dois médios, no seu famoso 4-4-2.

Renovar com Carrillo e afiar as garras a frente

Na frente de ataque espera-se mudanças. Carrillo termina contrato em junho de 2016 e até agora o Sporting ainda não conseguiu renovar-lhe o contrato. Sem Nani e com Carrillo perto de sair a custo zero, será preciso jogadores nas alas para dar profundidade ao jogo da equipa, tal como gosta Jorge Jesus. Heldon, Wilson Eduardo, Labyad, Viola, Carlos Mané e Capel terão de convencer Jesus que são boas opções para atacar os títulos em 2015/2016. Com a saída de Nani, os "leões" poderão ser forçados a procurar alternativas no mercado. A dúvida que se levanta é a capacidade financeira do Sporting para atrair jogadores. A entrada na Liga dos Campeões deverá ser um bom aliciante mas Bruno de Carvalho terá de aumentar o teto salarial para poder contratar jogadores de qualidade.

Slimani, Montero e Tanaka são os homens da frente mas a época 2015/2016 mostrou que o Sporting precisa de um avançado do mesmo calibre de argelino ou ainda melhor, já que nos jogos em que Slimani não pode participar, a equipa sentiu inúmeras dificuldades em marcar golos. Montero e Tanaka não parecem ser alternativas.

Tudo depende da capacidade financeira do Sporting para atacar o mercado. A contratação de Jorge Jesus que, segundo a imprensa, irá ganhar mais de quatro milhões de euros por época, mostra que há algum desafogo financeiro, o que ajudará os "leões" a contratar jogadores que os permite lutar de igual para igual com Benfica e FC Porto pelo título de campeão português.

Conhecida a capacidade de Jesus em potenciar jogadores, não será de estranhar se na próxima época alguns jogadores "explodirem" e mostrarem todo o seu potencial. Além disso, há um filão na Academia para explorar. Até 31 de agosto, muito pode acontecer no reino do “leão”.

Conteúdo publicado por Sportinforma