Futebol

04-08-2016 12:04

Portugal recebeu 182 ME em vendas de jogadores em julho

Se em vendas dominam Alemanha e Portugal, em compras quem manda é o mercado inglês.
Renato Sanches trocou o Benfica pelo Bayern Munique
Foto: DR

Renato Sanches trocou o Benfica pelo Bayern Munique

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Portugal foi o segundo mais que mais dinheiro recebeu em julho com transferências de jogadores. Os clubes portugueses arrecadaram 182 milhões de euros com vendas de atletas, sendo que apenas foram superados pelos alemães que arrecadaram 193 milhões de euros. Os dados são do FIFA Transfer Matching System GmbH (TMS), a plataforma onde são registadas todas as transferências de futebol.

Entre as vendas que mais contribuíram para estes valores, destaca-se as transferências de Renato Sanches do Benfica para o Bayern Munique por 35 milhões de euros (a venda foi feita em maio mas só entrou no sistema em julho), de Nico Gaitán do Benfica para o Atlético Madrid por 25 milhões, de Diogo Jota do Paços Ferreira para o Atlético Madrid por mais de sete milhões e de Wallace do SC Braga para a Lázio por oito milhões (o jogador esteve emprestado nas duas últimas épocas ao Mónaco).

Ainda no que toca a vendas, o top-cinco ficou completo com Itália, França e Inglaterra.

Se em vendas dominam Alemanha e Portugal, em compras quem manda é o mercado inglês. Durante o mês de julho, o futebol profissional em Inglaterra gastou 325 milhões de euros na compra de 197 jogadores. Entre os países que mais jogadores contrataram, seguem a Alemanha, Espanha, Itália e China. Portugal fica em 5º no número de jogadores recebidos (com 107 atletas contratados) mas fica de fora do top-5 das compras mais caras.

Salários a baixar, agentes a receber mais por transferências

O TMS (Transfer Matching System) também divulgou os custos dos clubes com as transferências. Nos 31 dias do mês de julho, os agentes de futebol receberam 130,6 milhões de euros na intermediação de transferências, ou seja, mais do que o triplo do que foi gasto no mesmo mês em 2012 (37,6 milhões de euros).

Em sentido contrário está o salário dos jogadores que sofreu uma ligeira queda. Os salários dos futebolistas contratados no primeiro mês da época 2016/17sofreram uma queda, comparativamente à temporada passada, fixando-se nos 2.021 milhões de euros. Ao todo, os clubes estão a gastar menos 237 milhões de euros em ordenados. Em 2013, o primeiro ano em que o TMS registou os salários, os clubes gastaram 1.689 milhões de euros no mês de julho.

Conteúdo publicado por Sportinforma