Vitória de Guimarães

04-08-2016 07:28

Júlio Mendes: "Faltam duas ou três contratações para fazer aquilo que desenhámos"

Presidente do Vitória de Guimarães diz precisar de mais dois ou três reforços.
Foto: SAPO Desporto

O presidente do Vitória de Guimarães, Júlio Mendes

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente do Vitória de Guimarães, Júlio Mendes, confirmou na quarta-feira que faltam dois ou três jogadores para completar o plantel da equipa da I Liga portuguesa de futebol conforme o planeado para a temporada 2016/17.

O responsável vitoriano, sem se alongar muito sobre o objetivo do apuramento para as competições europeias, já assumido pelo técnico Pedro Martins, admitiu que a nova época "é o momento de recomeçar e de fazer melhor", faltando alguns reforços para a equipa ficar no "nível" desejado.

"Faltam duas ou três contratações para conseguirmos fazer aquilo que desenhámos. Não significa que se consiga. Temos uma construção idealizada. Estamos a trabalhar para isso", adiantou, à margem da apresentação do clube aos adeptos, que encheram a Praça de São Tiago, no centro histórico de Guimarães.

Questionado sobre as hipóteses de o médio Bernard, por empréstimo do Atlético de Madrid, de Espanha, e do extremo Licá, pertencente ao FC Porto, regressarem a Guimarães, o dirigente disse que o segundo dificilmente voltará e que o primeiro é uma opção que se tem de ver com Pedro Martins.

"O ‘mister’ é que tem de dar a sua opinião e o seu aval. O Bernard saiu daqui, do nosso ponto de vista, com referências de que é um grande jogador. Julgo que seria acolhido de bom grado", esclareceu.

O dirigente, porém, não revelou quando é que as contratações desejadas estarão ao dispor do técnico, justificando que os processos de transferências são "muito dinâmicos" por dependerem dos clubes, da "vontade dos jogadores" e das "interferências dos empresários".

"Ninguém pode garantir isso. Não posso eu, como não pode nenhum clube. A garantia que posso dar é de que temos identificados os nossos alvos, estamos a trabalhar para isso, e esperamos ter êxito no que estamos a fazer", disse.

Um total de 58 jogadores, repartidos pela equipa principal e pela equipa B, apresentou-se na cerimónia, incluindo os últimos reforços confirmados, o extremo Hurtado e o defesa-central Marouane Sahraoui, com o presidente do Vitória a acrescentar que é normal o plantel não estar ainda fechado.

"Nenhum clube em Portugal tem o seu plantel fechado. Sabem todos tão bem quanto eu que o mercado fecha no fim de agosto. Falta quase um mês. Todos os clubes estão a fazer as suas contratações de refinamento final. Há clubes que ainda vão perder jogadores", previu.

Júlio Mendes abordou ainda possíveis saídas como as do central Josué ou do médio João Pedro, este para o FC Porto, tendo confirmado "conversas sobre alguns jogadores com alguns clubes", incluindo os ‘dragões’, e acrescentado que, em Guimarães, "é sempre difícil assegurar os jogadores", pela qualidade que têm.

O Vitória já vendeu, neste ‘mercado’, Cafú e Dalbert, respetivamente para o Lorient e o Nice, da I Liga francesa, mas o responsável não explicou se precisa de vender mais alguém para cumprir alguma meta financeira, tendo, porém, dito que todos os clubes portugueses são "deficitários" e precisam de "equilibrar os seus orçamentos".

Conteúdo publicado por Sportinforma