Benfica

09-08-2016 10:00

André Horta tem o Benfica gravado no corpo

Médio português tem o ano da formação do clube ‘encarnado’ no pulso como sinal de afeto pela equipa.
André Horta
Foto: JOSE COELHO / LUSA

André Horta, jogador do Benfica.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

André Horta é um apaixonado pelo Benfica. A ideia foi dada pelo próprio jogador quando foi apresentado como reforço para esta temporada do clube da Luz. O afeto que o antigo médio do Vitória de Setúbal sente é tanto que tem tatuado no pulso o ano da criação do Benfica em numeração romana.

A tatuagem não foi feita recentemente e já estava no corpo do jogador antes de este ser pensado como reforço para a equipa de Rui Vitória. A declaração de amor de André Horta ao clube vem desde os tempos de miúdo. Relembre-se que, na altura da apresentação, o médio revelou que era do Benfica desde “pequeninho” e que estava a viver um sonho ao ter a oportunidade de representar o seu clube de coração.

No rescaldo da vitória da Supertaça, o primeiro título com a camisola do Benfica, o português estava em lágrimas de felicidade devido à vitória sobre o SC Braga. Nos festejos, o jogador benfiquista abraçou com grande emoção o seu irmão que, no dia, era rival. Recorde-se que Ricardo Horta é irmão de André Horta e joga no SC Braga. Apesar de serem rivais por um dia, os dois irmãos acabaram por não se defrontar, já que Ricardo Horta ficou fora dos jogadores utilizados por José Peseiro.

André Horta chegou este ano ao Benfica vindo do Vitória de Setúbal. A chegada do médio português acaba por ser um regresso a casa, uma vez que foi na Luz que o jovem jogador fez quase toda a sua formação.

Conteúdo publicado por Sportinforma