Rio Ave 1-3 FC Porto

12-08-2016 22:20

Nuno voltou a ser feliz nos Arcos

O FC Porto venceu o primeiro encontro da edição 2016/17 da Liga portuguesa, com um triunfo por três bolas a uma.
Héctor Herrera
Foto: JOSE COELHO / LUSA

Herrera apontou o segundo golo do FC Porto.

Por Gaspar Castro sapodesporto@sapo.pt

O FC Porto levou a melhor no primeiro encontro da edição 2016/17 da Liga portuguesa, com um triunfo por 3-1 no terreno do Rio Ave. A equipa da casa esteve a vencer, com golo de Marcelo, mas Corona, Herrera e André Silva deram a vitória à equipa de Nuno Espírito Santo, que venceu no terreno da equipa que o lançou para a ribalta como treinador.

Vestido de amarelo, o FC Porto não conseguiu desde logo imprimir o domínio na partida e os primeiros momentos do jogo foram muito equilibrados, com boas oportunidades dos dois lados. Aos 6 minutos de jogo, Pedrinho evitou um lance perigoso de André Silva e aos 22 foi Heldon quem ameaçou Casillas com um livre que passou pouco ao lado. André Silva, de seguida, cabeceou à figura de Cássio.

O primeiro golo do campeonato surgiu aos 36 minutos de jogo e foi, de forma algo surpreendente, da autoria de um homem da casa. Héldon bateu um pontapé de canto e Marcelo cabeceou entre Felipe e André Silva para o tento inaugural.

Apenas quatro minutos depois, porém, a equipa de Nuno Espírito Santo conseguiu chegar ao empate por Jesús Corona, que rodou sobre Pedrinho para de seguida bater Cássio. Até ao intervalo haveria ainda tempo para uma bola ao poste, após remate do mesmo Corona.

O segundo tempo teve um golo logo a abrir e foi o FC Porto que confirmou a reviravolta: Otávio entregou a Herrera e o mexicano consumou a reviravolta com um remate forte que ainda tocou na barra da baliza vila-condense.

Já em desvantagem no marcador, o Rio Ave ficou com a tarefa ainda mais difícil aos 59'. Marcelo fez falta sobre Otávio na grande área e foi expulso, deixando a equipa de Capucho reduzida a dez elementos. Na conversão do penálti, André Silva ainda permitiu a defesa inicial de Cássio mas fez o 1-3 na recarga.

Com o triunfo bem encaminhado, o FC Porto veria também um dos seus jogadores ser expulso quando Alex Telles acertou com o braço em Heldon e viu o segundo amarelo. Ficavam então dez contra dez em Vila do Conde, mas o resultado, esse, dificilmente seria invertido pelos vila-condenses.

Aos 68 minutos, Tarantini ainda ficou perto do golo após um grande cruzamento de Heldon, mas falhou o desvio por muito pouco. João Novais também ameaçou aos 84', de livre, mas Casillas conseguiu afastar o remate.

Os 'dragões' entram assim da melhor forma na Primeira Liga, com um triunfo inequívoco. Têm a palavra os rivais Benfica e Sporting, que entram em campo no sábado.

Conteúdo publicado por Sportinforma