Primeira Liga

12-08-2016 16:11

Marítimo tenta alcançar os lugares europeus com nova liderança

Os insulares estreiam-se na Liga 2016/17 frente ao Sporting, no sábado.
Paulo César Gusmão foi contratado pelo Marítimo para suceder a Nelo Vingada
Foto: CS Marítimo

Paulo César Gusmão é o treinador do Marítimo para a nova época.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Marítimo prepara-se para ‘atacar' a I Liga portuguesa de futebol 2016/17 com a habitual meta dos lugares europeus na mira mas, desta feita, com um novo treinador e novos ‘capitães' de equipa.

À procura de fazer esquecer a péssima temporada anterior, marcada pelo elevado número de expulsões (19) e de golos sofridos (63), além do desapontante 13.º lugar final, o presidente Carlos Pereira não tardou em fazer alterações, começando, desde logo, pela equipa técnica.

Paulo César Gusmão, de 54 anos, conhecido como PC Gusmão, foi o escolhido para suceder a Nelo Vingada, uma aposta num treinador brasileiro, o que não acontecia desde Lori Sandri, em 2008/09.

No entanto, a mudança também foi vivida no próprio plantel pois os ‘capitães' Briguel, João Diogo, Rúben Ferreira e Salin deixaram de jogar no clube. Briguel terminou a carreira de jogador, passada sempre no Marítimo, e vai assumir um cargo na estrutura ‘verde-rubra' enquanto os restantes abandonaram a Madeira depois dos respetivos contratos terem expirado.

O médio brasileiro Fransérgio, que já havia envergado a braçadeira em algumas ocasiões na época transata, e o extremo Edgar Costa, um dos poucos jogadores madeirenses restantes na equipa, serão os, mais que prováveis, novos líderes do balneário.

Com um orçamento para esta época a rondar os cinco milhões de euros, foram 11 os reforços contratados até ao momento, dos quais quatro (Christianno, Felipe Manoel, Régis e Bruno Nunes) já não fazem parte do plantel por não terem convencido Paulo César Gusmão.

A chegada mais sonante foi a do guarda-redes Gottardi, que passou os últimos quatro anos no rival Nacional, e que vai disputar o lugar de ‘dono da baliza' com o internacional iraniano Haghighi e com o jovem Charles.

Jean Cléber, médio-defensivo ex-Centro Sportivo Alagoano, é outro nome que tem merecido destaque na pré-época e parece ter conquistado o lugar no ‘onze' madeirense, tal como o lateral-esquerdo madeirense Fábio China, promovido da equipa B.

Pedro Coronas, Brito, Shaher Mansour, Samuel Santos e Esquerdinha são as restantes caras novas mas o técnico brasileiro já prometeu mais investidas no mercado.

Na preparação da nova temporada, o Marítimo fez estágio no Luso e participou ainda no Torneio Internacional de Maspalomas, em Espanha, tendo realizado no total oito partidas, com um saldo (claramente) negativo de uma vitória, três empates e quatro derrotas.

O arranque oficial dos insulares no campeonato está marcado para sábado e começa com a visita ao vice-campeão Sporting, naquela que será uma estreia ‘desfalcada', fruto das suspensões de Dyego Sousa e Éber Bessa.

Os jogadores foram castigados pela Federação Portuguesa de Futebol devido a agressões cometidas num particular frente ao Tondela, em que Dyego atingiu um agente desportivo na face, com a mão, enquanto Éber pontapeou um jogador adversário.

Conteúdo publicado por Sportinforma