Primeira Liga

13-08-2016 12:23

Arouca quer evitar deslumbramento após quinto lugar

Os arouquenses estreiam-se na Liga no domingo, diante do Boavista.
Lito Vidigal
Foto: OCTÁVIO PASSOS / LUSA

Lito Vidigal mantém-se como treinador do Arouca.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Arouca quer na época futebolística 2016/17 evitar o deslumbramento pelo quinto lugar na I Liga obtido na temporada passada, apesar de já ter chegado aos ‘play-offs’ da Liga Europa, em ano de estreia.

Além de já ter superado a terceira pré-eliminatória da competição continental, frente aos holandeses do Heracles, tendo agora pela frente o hexacampeão grego Olympiacos, a 18, em casa, e 25, em Atenas, os arouquenses cumpriram outro objetivo, o de melhorar o seu estádio.

Estes feitos ocorrem uma década depois de ter vencido o campeonato distrital de Aveiro, tendo agora dimensão europeia e um orçamento a rondar os três milhões de euros. Apesar disso, o presidente do clube, Carlos Pinho, já advertiu que o Arouca não vai descurar o campeonato, sem, no entanto, revelar a classificação desejada.

A liderar o plantel, nesta época histórica para o Arouca, mantém-se o treinador Lito Vidigal, que criou “um monstro” ao dar ambição à equipa, ressalvando que o quinto lugar de 2015/16 é passado e requer trabalho a duplicar na presente época.

O clube manteve também a maioria do plantel, contando-se as saídas do médio David Simão, que depois de três anos ao serviço do Arouca mudou-se para o CSKA Sófia, do avançado Roberto e do lateral esquerdo Lucas Lima, que foi transferido para o Nantes (Fra).

Os defesas Anderson Luís (ex-Estoril-Praia) e Vítor Costa (ex-Avaí), os médios André Santos (ex-Metz) e Crivellaro (ex-Wilsa Cracóvia), e os avançados Bruno Lopes (ex-Criciuma), Marlon (ex-Monterrey) e Sancidino Silva (ex-Benfica B) foram os reforços contratados para o plantel de Lito Vidigal, que, tem preferido manter o ‘onze’ base da temporada passada.

O Arouca estreia-se na edição de 2016/17 da I Liga frente ao Boavista, no Estádio do Bessa, no Porto, no domingo, antes de receber o Olympiacos. O primeiro jogo ‘grande’ está programado para a quarta jornada, com a receção ao tricampeão Benfica.

Conteúdo publicado por Sportinforma