Primeira Liga

14-08-2016 14:56

Sporting de Braga quer continuar a ser o 'quarto grande'

Os bracarenses estreiam-se na Liga 2016/17 este domingo, no terreno do Vitória de Guimarães.
José Peseiro
Foto: ALEXANDRE RIBEIRO / LUSA

José Peseiro é o treinador do Sporting de Braga.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A versão de 2016/17 do Sporting de Braga tem um novo treinador, José Peseiro, mas as mesmas ambições das últimas épocas: ficar entre os quatro primeiros classificados da I Liga de futebol e tentar vencer as Taças nacionais.

Depois da conquista da Taça de Portugal na temporada anterior frente ao FC Porto treinado por José Peseiro, 50 anos após a, até então, única do seu palmarés, o Sporting de Braga disputou a Supertaça Cândido de Oliveira, mas foi incapaz de travar o poderio do Benfica, apesar de ter deixado, sobretudo na segunda parte, boas indicações para a época que se avizinha.

A maior parte dos lances de perigo dos minhotos foi protagonizada por Rafa, sendo precisamente a continuidade do campeão europeu por Portugal atualmente a grande dúvida no Sporting de Braga.

São vários os pretendentes e, se sair, cenário mais provável, é uma ‘baixa’ de peso para José Peseiro, que dificilmente será colmatada dadas as características do jovem internacional.

O novo técnico, que substituiu Paulo Fonseca (que rumou ao Shakhtar Donetsk), é um regresso a Braga, já que conduziu a equipa em 2012/13, tendo alcançado um quarto lugar e conquistado uma Taça da Liga, feitos considerados então insuficientes para continuar.

De resto, a espinha dorsal da equipa manteve-se, sendo que neste jogo de Aveiro diante dos ‘encarnados', o técnico não apresentou qualquer reforço nos 14 jogadores que utilizou e apenas o regressado Pedro Tiba foi titular.

Os objetivos dos bracarenses já foram enunciados pelo seu presidente, António Salvador, e repetem-se no sentido do clube consolidar o estatuto de 'quarto grande' conquistado na última década: ficar nos primeiros quatro lugares do campeonato, passar a fase de grupos da Liga Europa e chegar às finais das Taças da Liga e de Portugal para depois tentar vencê-las.

Para já, foram muito poucas as saídas de jogadores influentes na época passada, sendo de destacar a do médio Luiz Carlos, assim como as de Josué e Rui Fonte, que regressaram a FC Porto e Benfica, respetivamente, após os empréstimos da última época.

Os dois últimos são hipótese ainda para voltar a Braga até ao final do mês já que não são opção para os treinadores de portistas e benfiquistas.

O Sporting de Braga reforçou-se na defesa, com o central Rosic, no meio-campo com Luís Aguiar (outro regresso), Bakic e Martínez e no ataque com Ricardo Horta, sendo que Sasso, Tiago Gomes e Pedro Tiba voltaram após uma época de empréstimo.

Os ‘arsenalistas', que deverão ter um orçamento semelhante ao da época passada, entre 15 e 17 milhões de euros, têm o seu plantel por fechar e, até ao fim do mês, altura em que fecha o mercado, deverão entrar e sair jogadores.

Conteúdo publicado por Sportinforma