Futebol

21-08-2016 10:46

Sandro arrasa Sporting em entrevista ao 'The Sun'

Jogador de 27 anos acusa Sporting de realizar testes clínicos inconclusivos para ganhar vantagem nas negociações.
Sandro
Foto: GERRY PENNY / EPA

Sandro em ação pelo QPR

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O médio brasileiro do Queens Park Rangers lamenta a forma como foi tratado pelo Sporting quando esteve perto de assinar pelos 'leões' e acusa mesmo o clube liderado por Bruno de Carvalho de 'má-fé' na altura em que realizou exames médicos.

Em entrevista ao jornal 'The Sun', Sandro falou das dificuldades que tem tido para encontrar clube desde que 'falhou' nos exames médicos do Sporting, e acusa mesmo o clube de 'má-fé' nas negociações.

"Os clubes conseguem tratar os jogadores como se fossem carne. Não os tratam como pessoas. O futebol é isto: os clubes tratam-nos como se fôssemos um produto", começou por contar Sandro.

"Tinha a sensação de que não esperavam que eu fizesse testes médicos, porque quando cheguei ao hospital e as coisas não estavam prontas. Os jogadores não têm de trazer o seu próprio equipamento para fazerem testes médicos. A seguir era a parte de verificarem o meu corpo mas foi incrível: só viram o meu joelho direito. Perguntei se não iam ver o outro e disseram-me que estava tudo bem, mas eu sabia que não", disse Sandro sobre a sua experiência em Portugal, nomeadamente os exames médicos que fez no Sporting.

"O clube disse que o meu joelho não estava bem. Passados 10 minutos, o meu agente ligou-me e disse-me que ofereciam metade do salário, mais bónus. A última coisa que o meu empresário disse foi que eu não ia querer ir para um clube como aquele. Era suposto assinar por quatro anos, por isso disse que o faria apenas por dois. Mas eles apenas queriam cortar no salário. Tudo fez sentido: porque haviam de ver apenas um joelho e não todo o corpo a não ser por não me quererem comprar?", acrescentou o médio brasileiro.

O jogador brasileiro lamentou ainda a forma como esse episódio acabou por marcar negativamente a sua carreira e recordou a situação de Lucas Silva, que também terá 'falhado' nos exames médicos do Sporting.

"Senti-me muito mal. Como é que um clube faz isto a um jogador? Andaram a brincar comigo e isso não é justo. O que fizeram não só me afetou naquele dia como ainda me afeta atualmente. Não consegui assinar com o WBA e outros clubes porque eles viram as notícias. Uma semana depois de o Sporting me fazer isto, fê-lo também com o Lucas Silva. Disseram que ele tinha um problema cardíaco. Um dia depois regressou a Madrid e estava bem. Isto mexe com a vida das pessoas", frisou o jogador de 27 anos que continua vinculado ao Queens Park Rangers.

Conteúdo publicado por Sportinforma