FC Porto

25-08-2016 15:11

Pinto da Costa: "Óliver é mais um a jogar 'à Porto'"

O presidente do FC Porto manifestou-se "muito satisfeito" pelo regresso do médio espanhol.
Pinto da Costa e Óliver Torres
Foto: DR

Pinto da Costa com o reforço Óliver Torres.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Jorge Nuno Pinto da Costa, presidente do FC Porto, manifestou-se esta quinta-feira "muito satisfeito" pelo regresso do médio espanhol Óliver Torres à equipa de futebol.

Depois de ter jogado de ‘dragão’ ao peito na época de 2014/15, por empréstimo do Atlético de Madrid, o médio regressa ao clube por novo empréstimo dos ‘colchoneros’, agora de uma época e meia.

O presidente garantiu que a vontade de regressar revelada pelo jogador e o desejo do clube em voltar a tê-lo foram determinantes para o regresso do espanhol ao Dragão.

"É um jogador que, desde que saiu, sempre quisemos que voltasse e que sempre quis voltar ao FC Porto. Foi desse interesse comum que resultou a possibilidade de se poder concretizar este regresso", observou Pinto da Costa, em declarações ao Porto Canal.

Pinto da Costa enalteceu ainda as qualidades de Óliver Torres e revelou que o jogador encaixa-se na perfeição no ‘ADN’ que procura para a equipa.

"Embora jovem, é um jogador que já deu provas. A sua determinação em só querer sair para o FC Porto é uma garantia que vai ser mais um a jogar, como jogou quando aqui esteve, ‘à Porto’. Entra naquilo que no início da época prometi. Ninguém pode prometer vitórias. Pode desejar-se vitórias, como todos nós desejamos, ou desejar derrotas, como alguns imbecis desejam, mas o que eu garanti foi que íamos ter uma equipa ‘à Porto’. Nós mostramos esse ‘ADN’ dentro e fora do campo e o Óliver vai ser mais um que encaixa perfeitamente nesse perfil", garantiu.

Pinto da Costa agradeceu também a colaboração do "amigo" Miguel Ángel Gil, diretor-executivo do Atlético de Madrid, clube que aceitou a proposta do FC Porto, em detrimento de ofertas muito superiores, e elogiou também o "raro" comportamento do empresário do jogador.

"Tenho que registar a colaboração do Atlético de Madrid, na pessoa do meu amigo Miguel Ángel, porque sei que o clube tinha ofertas muito superiores à que nós fizemos. Também tivemos a felicidade de encontrar um empresário preocupado com a carreira do jogador, mais do que em valores monetários, o que raramente acontece, pois ele sabia que para o futuro do jogador este era o clube ideal", concluiu Pinto da Costa.

Conteúdo publicado por Sportinforma