FC Porto

28-08-2016 20:29

Espírito Santo: "O árbitro teve influência direta”

Sporting venceu o clássico com o FC Porto por 2-1.
Nuno Espírito Santo
Foto: © 2016 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Nuno Espírito Santo, treinador do FC Porto

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Nuno Espírito Santo, treinador do FC Porto, evita comentar as prestações dos árbitros, mas desta vez não se conteve, quebrando pela primeira vez a sua regra de falar das arbitragens.

“Um jogo que sabíamos o que íamos encontrar. Entrámos muito bem no jogo e competimos cara a cara com o Sporting. O resultado é o que é, não devemos ficar eufóricos nas vitórias nem lamentar as derrotas. As derrotas servem para consolidar ideias. Há muito caminho pela frente”, começou por dizer Nuno Espírito Santo, em declarações à Sport TV.

“Preferia não comentar o trabalho dos árbitros, mas não preciso de ver as imagens para perceber o que aconteceu. Preferia não estar a comentar o árbitro, mas o que aconteceu aqui hoje foi mais do que evidente. O árbitro teve influência direta”, acrescentou.

Sobre a partida: “A minha equipa esteve bem no jogo, Os jogadores adaptaram-se bem, tivemos posse, pressionamos alto… Conseguimos tudo, mas não conseguimos chegar ao golo. Estamos na luta até ao fim com o objetivo de ser campeão”.

O Sporting assumiu a liderança isolada do campeonato nacional depois de vencer este domingo o FC Porto por 2-1 em jogo a contar para a 3ª jornada. Os 'dragões' de Nuno Espírito Santo adiantaram-se no marcador, mas dois golos leoninos antes do intervalo deram o primeiro lugar do campeonato nacional.

Conteúdo publicado por Sportinforma