Sporting 2-1 FC Porto

28-08-2016 19:57

'Leão' rugiu mais alto na luta pela liderança

Felipe abriu o marcador para o FC Porto, mas Slimani e Gelson Martins deram a vitória aos 'leões' de Jesus.
Gelson Martins celebra o golo frente ao FC Porto
Foto: EPA/António Cotrim

Gelson Martins celebra o golo frente ao FC Porto

Por Eduardo Santiago sapodesporto@sapo.pt

O Sporting assumiu a liderança isolada do campeonato nacional depois de vencer este domingo o FC Porto por 2-1 em jogo a contar para a 3ª jornada. Os 'dragões' de Nuno Espírito Santo adiantaram-se no marcador, mas dois golos leoninos antes do intervalo deram o primeiro lugar do campeonato nacional.

No primeiro 'clássico' da época entre Sporting e FC Porto, Alvalade foi o palco da primeira confronto direto entre candidatos ao título. Jorge Jesus e Nuno Espírito Santo não surpreenderam muito nos ‘onzes’, com os 'leões' a apresentarem apenas uma alteração em relação ao jogo na Mata Real com a entrada de Zeegelaar e saída de Alan Ruíz. Já o FC Porto, apresentou-se em Lisboa com Miguel Layún no lado direito da defesa, devido à lesão de Maxi Pereira, e os restantes 10 jogadores que venceram em Roma para a Liga dos Campeões.

Com Herrera e André André no meio campo portista, a equipa de Nuno Espírito Santo entrou confiante e dominadora em Alvalade. Nos instantes iniciais, o Sporting sentiu muitas dificuldades para impor o seu jogo, e logo aos oito minutos o FC Porto conseguiu adiantar-se no marcador por intermédio de Felipe, após um cruzamento no lado direito de Miguel Layún, na conversão de um livre direto, o defesa central brasileiro desviou para o fundo das redes da baliza de Rui Patrício.

Em vantagem no reduto do adversário, o FC Porto tentava impor o seu ritmo perante uma equipa do Sporting que procurava recuperar do golo sofrido logo no arranque do jogo. Nas bancadas do Estádio de Alvalade, as vozes ultrapassavam os 100 décibeis e aos 14 minutos decerto que ultrapassaram essa marca quando num livre de Bruno César a bola foi ao poste, e na recarga Gelson Martins rematou para uma defesa incompleta de Iker Casillas. O esférico rodopiou perto da linha de golo nas as bancadas susteve-se a respiração até surgir Slimani para fazer o 1-1 e dar uma 'lufada' de oxigénio aos milhares de 'leões' presentes.

O domínio inicial dos 'dragões' foi sendo anulado com o golo de Slimani, e aos 20 minutos já o Sporting impunha a sua lei em casa com Adrien em grande destaque no meio campo leonino. Bruno César e Bryan Ruiz foram surgindo cada vez mais perto da baliza de Iker Casillas, e foi precisamente numa jogada construída pelo brasileiro e pelo costa-riquenho que o Sporting passou para a frente do marcador com um golo de Gelson Martis. Aos 26 minutos, Felipe não conseguiu cortar um cruzamento de Bruno César e permitiu a Bryan Ruiz uma assistência para Gelson Martins colocar rasteiro para o fundo da baliza de Iker Casillas.

Até ao intervalo, o Sporting controlou as operações e praticamente dominou o seu adversário perante 49.399 espectadores. No arranque da segunda parte, Nuno Espírito Santo lançou no jogo Olíver Torres para municiar o FC Porto de mais criatividade e retirou Corona. Apesar da dinâmica criada pela entrada do médio espanhol, o Sporting conseguiu anular as situações de perigo através de intervenções cirúrgicas de Ruben Semedo e Coates.

Aos 63 minutos, o treinador do Sporting foi expulso do banco de suplentes pelo árbitro Tiago Martins, assim como o médico leonino Frederico Varandas. Já na bancada entre os adeptos do Sporting, Jorge Jesus lançou Campbell e Bruno Paulista no jogo. Do lado do FC Porto, Nuno Espírito Santo colocou em campo Depoitre e tirou André André para atacar o empate, que esteve muito perto de acontecer aos 82 minutos num rápido contra-ataque construído por Otávio e Layún, mas Depoitre ao segundo poste tentou um passe atrasado para uma zona onde não estava ninguém portista.

Até ao final do jogo, o Sporting acabou por empurrar o FC Porto para a sua defesa, mas o resultado acabou por não sofrer mais alterações. Com este resultado, o Sporting assume a liderança isolada do campeonato nacional com nove pontos, mais dois que Benfica e Sporting Braga.

Conteúdo publicado por Sportinforma