Entrevista SAPO Desporto

31-08-2016 15:00

Carlos Xavier: "Era bom que o Sporting conseguisse manter os melhores"

O antigo capitão dos leões compreende a vontade de Adrien e Slimani em deixar o clube, mas lembra que o título só se ataca com "os melhores".
Carlos Xavier
Foto: ANTONIO COTRIM / LUSA

Carlos Xavier, antigo jogador e capitão do Sporting

Por João Paulo Godinho sapodesporto@sapo.pt

As últimas horas do mercado de transferências prometem emoções fortes em Alvalade, com o Sporting a mostrar-se muito ativo em entradas e saídas para o resto da época. O brasileiro Elias já chegou, mas Adrien e Slimani podem ainda deixar os leões.

Em entrevista ao SAPO Desporto, o antigo jogador e capitão do Sporting Carlos Xavier assume a preocupação com as prováveis partidas do médio português e do avançado argelino e alerta o clube para manter os melhores se quiser atacar o título de campeão nacional.


- Que impacto pode ter na equipa de Jorge Jesus a forma como a direção liderada por Bruno de Carvalho está a lidar com os processos de Slimani e Adrien?
Carlos Xavier – Não está a ser nada fácil. Estamos no último dia do fecho das transferências e surgem clubes interessados nos jogadores, o que é normal. Em que termos é que isso se vai desenrolar só a direção e os jogadores é que sabem. Não se consegue saber ao certo o que se adivinha… O Slimani já suspeitava que ia sair, agora o Adrien surpreende-me muito mais e ainda para mais é um jogador muito importante.

- Sendo Adrien o capitão de equipa julga que as palavras do jogador podem implicar a perda da braçadeira?
Quem está nesta profissão de futebolista quer sempre o melhor para a sua vida. Aconteceu comigo aos 29 anos, quando fui para Espanha e pude melhorar a minha vida financeiramente. O Adrien vê que numa semana pode ganhar o que ganha num mês... Não sei, mas se ele ficar acho que não deverá perder a braçadeira. Está a tentar melhorar a sua vida, ir para um campeonato mais competitivo. Se não conseguir só lhe resta ficar no clube onde começou a carreira.

- Bruno de Carvalho está a gerir da melhor maneira o equilíbrio entre os interesses do clube e os interesses do jogador?
O que interessa é manter uma equipa forte e coesa. Se perder toda a estrutura isso complica e assusta. Sabemos que o Sporting está farto de perder dinheiro com a venda de muitos jogadores e não quer voltar a cometer esse erro. Ou saem por bom dinheiro ou ficam no clube.

- Não será arriscado ter dois jogadores potencialmente ‘contrariados’, depois de já terem mostrado vontade de sair?
Nunca é bom ter um jogador que deseje sair e não consegue. No entanto, contrariados ou não, são profissionais do clube e vão ter que trabalhar da mesma maneira. Isso não os impede de dar o máximo.

- Caso se confirmem as duas saídas, como avalia a condição do Sporting para atacar o título de campeão?
São dois jogadores que já estão muito bem integrados. Se os reforços encaixam logo ou não e com a qualidade destes dois, é preciso esperar. Para mim era bom que o Sporting conseguisse manter os melhores. Sei o que vai na alma deles. Mas, como adepto, gostava que ficassem.

Conteúdo publicado por Sportinforma