Paços de Ferreira

10-09-2016 15:43

Carlos Pinto: "Vitória é importante, mas não podemos ficar bloqueados"

Treinador do Paços de Ferreira preparado para um 'Estoril-Praia com qualidade'.
Moreirense vs Paços de Ferreira
Foto: Lusa

Treinador do Paços de Ferreira preparado para um 'Estoril-Praia com qualidade'.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O treinador do Paços de Ferreira, Carlos Pinto, disse hoje estar preparado para receber um Estoril-Praia na "máxima força" e a discutir o resultado no jogo da quarta jornada da I Liga de futebol, no domingo.

Em conferência de imprensa, o técnico pacense começou por destacar a paragem nas competições, precisando que "foram 15 dias para melhorar as ideias" em três "jogos de preparação muito positivos", e assegurou que a equipa não vai abdicar do processo iniciado na pré-temporada, sendo, por isso, "importante" os jogadores acreditarem.

"Estamos a falar de duas boas equipas, o Estoril ainda não somou pontos, mas tem uma belíssima equipa. Já os defrontámos na pré-época e acredito que, assim como nós, vão fazer uma boa temporada. O importante é os jogadores perceberem que a pressão não existe, mas apenas o prazer em jogar. Sabemos que a vitória é importante, mas não podemos ficar bloqueados nesse pensamento", disse Carlos Pinto.

O técnico do Paços de Ferreira manteve o tom elogioso e disse, convictamente, esperar "um Estoril com qualidade".

"[O Estoril-Praia] Tem muitas peças diferentes em relação aos três primeiros jogos, em que se apresentou limitado, mas amanhã [no domingo] vamos ter um Estoril na máxima força. É uma equipa que vem cá discutir o jogo, mas estamos preparados".

A ideia positiva do jogo não afasta, no entanto, Carlos Pinto da realidade e da necessidade de pontuar, sendo o registo atual de apenas um ponto uma razão de insatisfação, ao afirmar que "estava a contar ter nove pontos nesta altura", reconhecendo, por isso, que a equipa está ainda "muito longe do que pretendia".

"Analisámos o jogo com o Vitória de Guimarães (derrota por 5-3) e também fizemos coisas boas. Não é fácil fazer lá três golos e ainda apresentámos alguma qualidade. É verdade que cometemos erros que nos custaram caro, mas o Guimarães finalizou quase todas as oportunidades que teve", afirmou.

Carlos Pinto fez questão de dizer que "é importante que os jogadores sintam a confiança do treinador" e, nesse sentido, apesar de o Paços ser nesta altura a defesa mais batida do campeonato, com sete golos, defendeu que "um mau jogo faz parte da vida".

"Todos os jogadores devem estar preparas para jogar, porque conhecem o nosso processo de jogo, e posso dizer que tenho grandes profissionais. Já disse ao presidente que, no dia em que isto correr mal, a culpa será do treinador e não dos jogadores, porque temos um plantel muito bom", concluiu.

O Paços de Ferreira, no 15.º lugar, com um ponto, defronta o lanterna-vermelha Estoril-Praia, ainda sem pontuar, no estádio Capital do Móvel, no domingo, às 11:45, num jogo que terá arbitragem de Jorge Ferreira, da Associação de Futebol de Braga.

Conteúdo publicado por Sportinforma