Sporting 3-0 Moreirense

11-09-2016 09:03

Análise: Gelson apontou o caminho para os reforços confirmarem o destino

Equipa de Jesus alcançou o pleno de vitórias para o campeonato e parte para Madrid com estatuto de líder isolado.
Joel Campbell e Bas Dost celebram um golo do Sporting frente ao Moreirense
Foto: Patrícia de Melo Moreira

Joel Campbell e Bas Dost celebram um golo do Sporting frente ao Moreirense.

Por Eduardo Santiago sapodesporto@sapo.pt

O Sporting segurou a liderança do campeonato nacional e manteve o pleno de triunfos ao vencer em casa o Moreirense por 3-0, que jogou em inferioridade numérica durante quase uma hora, em encontro da quarta jornada.

Gelson Martins, aos 27 minutos, o costariquenho Joel Campbell, aos 52, e o estreante holandês Bas Dost, aos 56, apontaram os tentos dos ‘leões’, num embate em que Ângelo Neto viu o segundo cartão amarelo aos 34.

Com este resultado, o conjunto comandado por Jorge Jesus passou a somar 12 pontos, mais dois do que o tricampeão Benfica, que sexta-feira venceu em Arouca por 2-1.

Momento do jogo

A boa organização defensiva do Moreirense e a estratégia montada por Pepa prometia criar muitas dificuldades ao Sporting. Apesar de algumas situações de perigo pelo lado direito do ataque leonino, o conjunto minhoto parecia determinado em discutir um bom resultado em Alvalade. No entanto, aos 27 minutos, William Carvalho com um grande passe de ruptura descobre Gelson Martins no coração da área e oferece 'o palco' para que o número 77 pudesse brilhar em todo o sem esplendor com um toque de magia no abrir do espectáculo: o golo.

Jogadores em destaque

Colmatar as saídas de João Mário e Islam Slimani não é fácil, mas Joel Campbell e Bas Dost cumpriram com golos e logo no jogo de estreia como titulares. O internacional costa-riquenho sentiu algumas dificuldades para imprimir o seu jogo na primeira parte, mas no segundo tempo já acelerou os corações dos adeptos leoninos com pormenores interessantes e um grande golo de cabeça aos 52 minutos.

Já o avançado holandês Bas Dost também 'picou' o ponto ao estrear-se a marcar de 'leão' ao peito, apesar de ainda não ter conseguido assimilar as ideias de Jorge Jesus para a equipa. Pouco interventivo no jogo, especialmente na primeira parte, Bas Dost foi conseguindo aos poucos interpretar as movimentações dos seus colegas e acabou brindado pelo seu esforço, e já no chão, com um golo aos 56 minutos.

As vozes dos protagonistas

Jorge Jesus: "Estes que vêm vieram para se adaptar. Notou-se dos quatro alguns fora de água, entre os quais o Bas Dost, a jogar um bocadinho com as ideias dele, não é essas que a gente quer para a equipa, esteve pouco em jogo. Mas fez um golo e na segunda parte melhorou um bocadinho, na segunda parte mais confiante. O Bas tem uma característica própria de jogar, um bocadinho fora da equipa. O Slimani também era assim um bocadinho. Vai aprender, como o Slimani".

Adrien: "Ovação? Para um jogador diz tudo e eu tento retribuir da melhor forma possível, tal como os meus colegas. É uma relação igual à que existia, perfeitamente normal no futebol. Estamos focados nos nossos objetivos e naquilo que queremos".

Elias: "Jogámos muito bem, pressionámos o adversário desde o primeiro minuto e depois fizemos o primeiro golo. Ficou ainda mais fácil depois da expulsão. A equipa portou-se muito bem, tanto onze contra onze, como onze contra dez".

Pepa: "A verdade é que a expulsão condicionou-nos muito e, a partir dai, tivemos que sofrer e não soubemos sofrer da melhor forma. Acabámos por nos desorganizar um bocadinho, mais uma vez, com a qualidade e circulação rápida do Sporting. Tive pena de não ter lutado de igual para igual com as nossas armas e com as armas do Sporting. Teria sido melhor para o espetáculo e teria sido melhor para nós".

Curiosidades

Jorge Jesus igualou o feito de Carlos Queiroz com quatro vitórias nas primeiras quatro jornadas, algo que só visto na época 1994/1995.

Conteúdo publicado por Sportinforma