Desporto

16-09-2016 20:40

Câmara de Évora admite aumentar apoios indiretos aos clubes desportivos

Segundo o autarca, as eventuais ajudas "ainda não podem ser ao nível" que a câmara gostaria.
Complexo Desportivo de Évora
Foto: Carlos Neves

Complexo Desportivo de Évora

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente da Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá (CDU), admitiu hoje aumentar, no próximo ano, os apoios indiretos concedidos aos clubes desportivos do concelho, após sete emblemas da cidade terem reclamado ajudas financeiras.

"Face à melhoria da situação económica e financeira da câmara, estamos a procurar que, já no próximo ano, o apoio a todo o movimento associativo sem fins lucrativos e também aos clubes desportivos possa ser aumentado", afirmou.

Segundo o autarca, as eventuais ajudas "ainda não podem ser ao nível" que a câmara gostaria, nem "ainda são apoios financeiros diretos", porque o município está impedido por ter recorrido ao Programa de Apoio à Economia Local (PAEL).

"Temos condições para aumentar alguns apoios indiretos", nomeadamente logísticos, e "é nesse sentido que acordámos trabalhar, em conjunto, para melhorar os contratos-programa de desenvolvimento desportivo", adiantou.

Pinto de Sá falava à agência Lusa a propósito de uma reunião com dirigentes do Juventude Sport Clube, Aminata Évora Clube de Natação, Clube de Ténis de Évora, Sport Lisboa e Évora, Évora Andebol Clube, Grupo Desportivo e Recreativo dos Canaviais e Lusitano Ginásio Clube.

Também em declarações à Lusa, Pedro Grazina, presidente do Grupo Desportivo e Recreativo dos Canaviais e porta-voz dos clubes, considerou, por seu lado, que o encontro realizado com a autarquia "não foi positivo" para os clubes, por não ter havido "resposta aos seus anseios".

O responsável adiantou que a câmara recusou "todos os pedidos", nomeadamente apoios financeiros, o pagamento das contas da luz e da água ou a disponibilização de funcionários para ajudarem na limpeza e manutenção das infraestruturas dos clubes.

"Foi-nos dito que vão ajudar no que puderem e que têm disponibilidade para procurar soluções", referiu, alertando que os clubes "todos os dias têm despesas para pagar" e que muitos "estão com dificuldades em continuar a sua atividade".

Pedro Grazina indicou que uma das propostas que a câmara mostrou disponibilidade "foi em tentar encontrar um patrocinador para o desporto da cidade", envolvendo "todos os clubes", realçando que, para a próxima semana, está marcada uma nova reunião.

Por sua vez, o presidente da Câmara de Évora frisou que o município "não pode aceitar" algumas das propostas apresentadas pelos clubes, por "não serem legalmente admissíveis pela legislação do poder local".

Pinto de Sá disse ainda que a câmara ficou de "olhar para as instalações próprias dos clubes desportivos e ver quais são os passos que podem ser dados para uma colaboração com os clubes".

Conteúdo publicado por Sportinforma