Primeira Liga

16-09-2016 22:25

Nacional vence dérbi madeirense. Agra marca melhor golo da Liga

No dérbi madeirense frente ao Marítimo, os comandados de Manuel Machado venceram por 2-0, com um golaço de Salvador Agra e outro de Bonilla.
Liga 16/17: Nacional - Marítimo
Foto: Lusa

Liga 16/17: Nacional - Marítimo

Por Evandro Delgado sapodesporto@sapo.pt

O Nacional conquistou os primeiros pontos na edição 2016/2017 da I Liga. No dérbi madeirense frente ao Marítimo, os comandados de Manuel Machado venceram por 2-0, com um golaço de Salvador Agra e outro de Bonilla.

Um dérbi regional para abrir a 5.ª jornada. A Liga não poderia ter melhor recomeço, num empate sempre escaldante na Madeira. Os alvinegros vinham de quatro derrotas enquanto os leões verde-rubos somavam três pontos.

A equipa de Manuel Machado esteve perto do golo aos 15 minutos. Hamzaoui rematou por cima, na emenda a um remate de Vítor Garcia. Aos 16 foi Agra a tentar de fora da área mas a bola saiu por cima. A resposta maritimista chegou aos 21 minutos mas o jovem Rui Silva roubou o golo a Edgar Costa.

O jogo foi decidido aos 31 minutos. Tiago Rodrigues colocou na área, Samuel Santos afastou mal para a zona de Agra. O extremo improvisou ai mesmo um remate de bicicleta que sobrevoou Gottardi e só parou no fundo da baliza. Para já, é o golo da I Liga.

Antes do intervalo, duas oportunidades para cada lado. Sequeira obrigou Gottardi a grande defesa num livre aos 38. Dyego Sousa teve o empate nos pés aos 45 mas cabeceou ao lado.

No segundo tempo, Paulo César Gusmão colocou a ´carne toda no assado` e fez entrar três jogadores de cariz ofensiva; Ghazaryan, Baldé e Babá. Um deles, Baldé, esteve perto do empate mas Rui Silva negou-lhe as intenções com uma defesa monstruosa. O mesmo Baldé podia ter marcado aos 78, um minuto depois de Samuel ter perdido também uma oportunidade para empatar.

O jogo ficou partido, com o Nacional a dispor de muito espaço para contra-atacar mas a decidir quase sempre mal no último passe. O Marítimo perdeu um pouco o discernimento com tantos jogadores na frente, já que também tinha menos bola, porque o meio-campo deixou de existir. No quinto dos seis minutos de desconto, Bonilla fez o 2-0 num lance de contra-ataque, a passe de Agra.

Manuel Machado pode assim finalmente respirar de alívio com os primeiros pontos na Liga. O Nacional igualou o rival em pontos (três para cada um).

Conteúdo publicado por Sportinforma