Jorge Jesus

17-09-2016 16:45

"O ´olhómetro` faz a diferença na hora de escolher o onze"

Jorge Jesus explicou o facto de fazer poucas alterações na equipa nestes primeiros cinco jogos da época.
Rui Vitória e Jorge Jesus
Foto: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Rui Vitória e Jorge Jesus

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Jorge Jesus explicou o facto de fazer poucas alterações na equipa nestes primeiros cinco jogos da época. O técnico justificou as suas opções com o facto de ter recebido muitos jogadores novos que ainda não assimilaram as suas ideias.

"Faço poucas alterações. Porquê? Porque os que trabalham comigo há mais tempo estão muito mais identificados com aquilo que quero. Os que chegam sentem a diferença, mas há alguns jogadores que vou ter de tomar decisões porque há jogadores que tiveram problemas em Madrid: o Marvin e o Bryan. Passa tudo sempre pelo último treino, porque aí analisamos o jogador, se ele está carregado emocional e fisicamente. O ´Olhómetro` faz a diferença", sublinhou.

Na antevisão do jogo com o Sporting, Nuno Capucho disse acreditar que o Rio Ave ia ser a primeira equipa a roubar pontos ao Sporting. JJ elogia a ousadia do técnico dos vila-condenses e diz que não é só conversa.

"Não diria que é só conversa. Se o Rio Ave sente que tem uma equipa com capacidade para em momentos do jogo fazer isso... Todas as equipas que recebem os grandes tornam-se difíceis porque os treinadores portugueses são os melhores do mundo na preparação estratégica. Por isso é natural e normal o Nuno [Capucho] pensar assim porque foi assim que eu pensei na quarta-feira", disse Jesus, antes de deixar alguns elogios ao Rio Ave.

"O Rio Ave é uma equipa já com provas dadas em relação aos três grandes, que no seu estádio é forte. Portanto, o Sporting tem que estar preparado para alguns momentos do jogo ter dificuldades e passar por situações difíceis. Mas o mais importante é sermos fortes na maioria do tempo. Vamos ter o mesmo respeito pelo Rio Ave que tivemos com o Real Madrid.

Sobre quem tem o melhor plantel em Portugal, Jesus diz que não é o Sporting mas que a sua equipa é a melhor porque... está trabalhada por ele.

"Não [tenho o melhor plantel] mas tenho uma equipa trabalhada por mim. E estando trabalhada por mim só pode ser a melhor. A diferença está no treinador", rematou.

Conteúdo publicado por Sportinforma