Análise: Benfica 4-0 Feirense

03-10-2016 08:40

´Brindes` ajudaram na goleada em nova enchente na Luz

Os golos de Luís Aurélio (p.b.), Salvio, Cervi e Grimaldo deram expressão ao domínio e controle de jogo por parte do Benfica frente ao Feirense.
Salvio e Carrillo festejam golo do Benfica
Foto: Manuel de Almeida

Salvio e Carrillo festejam golo do Benfica

Por Evandro Delgado sapodesporto@sapo.pt

Vitória tranquila, sem sobressaltos, depois de uma exibição q.b., na ressaca da derrota europeia frente ao Nápoles em Itália. Os golos de Luís Aurélio (p.b.), Salvio, Cervi e Grimaldo deram expressão ao domínio e controle de jogo por parte do Benfica frente ao Feirense que vai para nova paragem do campeonato com liderança reforçada, depois do empate do rival Sporting em Guimarães. ´Leões` e ´Dragões` estão a três pontos dos ´encarnados`. Na Luz estiveram quase 60 mil pessoas.

O jogo: Luís Aurélio na baliza errada. Grimaldo fecha com ´chave de ouro`

Para esta partida da 7.ª ronda, Rui Vitória foi obrigado mais uma vez a mexer na equipa, fazendo quatro alterações em relação ao onze que perdeu em Nápoles. Éderson voltou à baliza, depois da atuação desastrosa de Júlio César frente ao Nápoles, Luisão ocupou o lugar do lesionado Lisandro Lopez na defesa. No meio, Pizzi recuou e fez dupla com Fejsa, no lugar de André Horta, Salvio saltou para o onze, onde se manteve Carrilo. Do lado do Feirense, José Mota montou uma equipa para defender, tentar travar e enervar o jogo ofensivo do Benfica e sair em rápidos contra-ataques. A equipa de Santa Maria da Feira teve uma soberana oportunidade logo no primeiro minuto e outro quase a terminar o jogo mas não soube aproveitar. Terminava aqui o jogo ofensivo do Feirense, muito curto, numa equipa que falhava muitos passes na saída.

O Benfica pressionava, ia tentando de todas as formas mas, ora Peçanha, ora a falta de pontaria, ia negando o golo. Só que aos 35 minutos, ele surgiu e da forma menos esperada. Luís Aurélio tentou um corte na área, deu mal na bola e fez autogolo. Felicidade do Benfica, infelicidade do Feirense. Se esse golo foi caricato, o que dizer do segundo? Aos 61 minutos, Ícaro tentou tirar uma bola da área, rematou contra o pé de Salvio, levando a bola a entrar na baliza de Peçanha. Felicidade a mais do benfiquista, tremenda asneira do central do Feirense. O baixinho Cervi, que tinha entrado, fez o 3-0 de cabeça, a passe de Nelson Semedo, Grimaldo fechou as contas nos descontos com o melhor golo da noite, na transformação de um livre direto. Pelo meio, mais uns golos falhados, mais umas defesas de Peçanha e tempo para ver Zivkovic e José Gomes mais uns minutos. Deu para tudo.


Momento chave


O Benfica ia tentando o golo de todas as formas. Já se notava um pouco de nervosismo no lado ´encarnado` quando Luís Aurélio resolveu dar uma ´ajuda` e desbloquear o jogo. Um corte mal feito do ala direito fez com que a bola entrasse na baliza de Peçanha. A partir daí e em vantagem, o Benfica só teve de gerir até porque no ataque o Feirense era uma nulidade.

Os melhores


Tal como em Nápoles onde o Benfica perdeu por 4-2 para a Champions, Grimaldo voltou a ser um dos melhores do Benfica. Fechou as contas do jogo com um golaço de livre direto. Salvio também marcou e fez um bom jogo, já que esteve diretamente ligado a dois golos do Benfica. Luisão voltou para liderar a defesa e dar mais solidez ao sector recuado dos encarnados. Do lado do Feirense, destaque para Peçanha, o único com nota positiva pelas defesas que foi fazendo.

Os piores


No futebol a felicidade de uns é infelicidade de outros. Luís Aurélio e Ícaro deram uma tremenda ´ajuda` ao Benfica, em dois lances onde demonstraram deficiência técnica. A equipa de José Mota ia defendendo como podia mas a atacar só conseguiu incomodar o Benfica em dois lances nos 90 minutos de jogo. Demasiado pouco.
Uma palavra para André Carrillo: voltou a ser titular no Benfica mas continua sem convencer. Saiu para dar lugar a Cervi.


Reações

Rui Vitória: "Fizemos uma exibição em crescendo"

Salvio: "Contente com o golo, mas mais com a vitória"

Grimaldo: "Entrámos mentalizados de que tínhamos de ganhar"


José Mota: "O Benfica não fez tanto para merecer o 4-0"

Ícaro: "Segundo golo foi lance de infelicidade"

Curiosidades


Desde que orienta o Benfica, é a 1.ª vez que Rui Vitória tem uma vantagem de três pontos para o 2.º classificado.

O Benfica marca há 28 jogos consecutivos na Liga Portuguesa, ou seja, marcou em todos os jogos em 2016.

Toto Salvio chega aos 40 golos pelo Benfica, ultrapassou Saviola e está um de Gaitán para se tornar o argentino com mais golos pelo clube.

O Benfica já beneficiou de 103 autogolos na Liga. Segue-se o FC Porto com 89 e o Sporting com 87.

Esta foi a goleada 78 do Benfica na nova Luz (inaugurada em Novembro 2003, derrota 1-2 com o Beira-Mar).

Rui Vitória iguala a melhor pontuação de sempre do Benfica (19 pontos) na 7.ª jornada (desde 1995/96 quando a vitória passou a valer três pontos).

O Benfica está há 19 jogos consecutivos sem perder na Liga Portuguesa; a última derrota foi na Luz em Fevereiro frente ao FC Porto (1-2).

Conteúdo publicado por Sportinforma