FC Porto 1-1 Benfica

06-11-2016 19:57

Lisandro salva um ponto para o Benfica nos descontos do clássico

FC Porto e Benfica empataram a uma bola este domingo, no jogo de cartaz da 10ª jornada. Os 'encarnados' mantêm-se com cinco pontos de vantagem sobre os 'dragões'.
Lisandro López
Foto: JOSÉ COELHO / LUSA

Lisandro marcou ao cair do pano.

Por Gaspar Castro sapodesporto@sapo.pt

O grande 'clássico' deste domingo, jogo de cartaz da 10ª jornada da Liga, terminou empatado a uma bola, com golos de Diogo Jota e Lisandro López. Num encontro em que as melhores oportunidades pertenceram à equipa da casa, Jota abriu o marcador aos 50 minutos, mas Lisandro López empatou a partida em cima do apito final, dentro dos 'descontos'. Os 'encarnados' mantêm a vantagem de cinco pontos sobre o FC Porto.

Nuno Espírito Santo arriscou muito na equipa inicial, lançando Corona para o 'onze' em detrimento de Herrera, e a equipa portista assumiu uma postura claramente ofensiva diante do líder. Já o Benfica contou com Samaris e Eliseu nos lugares dos lesionados Fejsa e Grimaldo.

Com mais largura no jogo do que nos encontros anteriores, o FC Porto assumiu as despesas do encontro desde cedo, apostando em ataques pelos flancos. O Benfica tentava também atacar a partir das laterais, mas fazia-o através de contra-ataques sem real resultado, sem conseguir ameaçar Iker Casillas.

Os 'dragões' tiveram o primeiro remate do encontro, pertencente a André Silva, mas o avançado portista atirou para defesa de Ederson. De seguida, Alex Telles rematou de longe e fez a bola passar ao lado da baliza 'encarnada'. Ainda no primeiro quarto de hora de jogo, Corona obrigou Ederson a uma grande defesa.

O Benfica teve uma 'baixa' de peso aos 18 minutos, quando Luisão apresentou problemas físicos e 'obrigou' Rui Vitória a uma substituição precoce, fazendo entrar Lisandro López para o lugar do 'capitão'. O central brasileiro saiu lentamente do relvado e motivou muitos assobios dos adeptos portistas.

A primeira parte prosseguia e o FC Porto de Nuno Espírito Santo continuava a criar perigo perto da baliza benfiquista. Aos 19', Danilo cabeceou livre de marcação ao lado da baliza de Ederson e aos 21' foi André Silva a ficar muito perto do golo, com um remate que passou a rasar o poste. Logo de seguida, Corona foi servido 'de bandeja' por Óliver Torres mas não conseguiu finalizar.

Por volta da marca dos 25 minutos, dois lances polémicos. Primeiro houve um lance duvidoso na grande área benfiquista entre Eliseu e André Silva, mas Artur Soares Dias mandou jogar. Logo depois, chegou a gritar-se golo no Dragão, mas o árbitro assinalou mão de Felipe na área 'encarnada' na sequência de um canto. Antes disso, Mitroglou também parece tocar a bola com o braço.

O ritmo de jogo acabou por abrandar depois dos 30 minutos mas houve ainda tempo na primeira parte para mais um lance duvidoso, aos 37', quando Alex Telles caiu na grande 'área' do Benfica após um lance com Nélson Semedo. Mais uma vez, Soares Dias nada assinalou.

O primeiro tempo não trouxe golos mas no segundo surgiu o golo inaugural logo no arranque, aos 50 minutos, com assinatura de Diogo Jota. Após um bom passe de Corona, o avançado de 19 anos trabalhou muito bem pela esquerda e, com pouco ângulo para rematar, conseguiu colocar a bola entre o poste direito e Ederson, fazendo explodir o Dragão.

O FC Porto podia ainda ter ampliado o marcador aos 66 minutos da partida, através de um livre de Alex Telles. O brasileiro bateu bem e obrigou Ederson a uma grande defesa para canto. A partir daí, o jogo ficou mais dividido. Nuno Espírito Santo lançou Ruben Neves e Layún para os lugares de Corona e Óliver e Rui Vitória fez entrar Jiménez para o lugar de Salvio, numa altura em que também André Horta já estava em campo, tendo rendido Cervi.

Os 'dragões' mantinham a superioridade na posse de bola e pareciam bem encaminhados para a vitória, mas Lisandro López empatou a partida ao cair do pano, mesmo em cima do apito final, assistido por André Horta. Os 'encarnados' mantêm assim a vantagem de cinco pontos sobre o FC Porto na tabela classificativa.

Conteúdo publicado por Sportinforma