Arouca 0-4 FC Porto

10-03-2017 22:21

Soares ´enterra` o machado de ´guerra` em nova goleada portista

Danilo e Diogo Jota marcaram, Soares bisou e fez o 16.º golo na I Liga. Casillas não foi batido e os ´dragões` passaram a ter 16 jogos na I Liga sem consentir qualquer golo.
FC Porto festeja golo
Foto: Lusa

FC Porto festeja golo

Por Evandro Delgado sapodesporto@sapo.pt

O FC Porto goleou o Arouca por 4-0 e passou a liderar a I Liga, embora que à condição. Os ´dragões` passam a ter mais dois pontos que os ´encarnados` (62 contra 60) que só jogam na segunda-feira com o Belenenses. Danilo e Diogo Jota marcaram, Soares bisou e fez o 16.º golo na I Liga. Casillas não foi batido e os ´dragões` passaram a ter 16 jogos na I Liga sem consentir qualquer golo.

Em campo duas equipas em situações distintas: o Arouca vinha de quatro derrotas seguidas para a I Liga, três delas desde que Manuel Machado assumiu o comando técnico d equipa. Já a formação orientada por Nuno Espírito Santo entrava no Estádio Municipal de Arouca à procura da nona vitória seguida na Liga, a melhor série da prova esta época. A vitória deixaria os ´dragões` na liderança, pelo menos até segunda-feira, dia em que Benfica enfrenta o Belenenses.

O FC Porto que apenas tinha uma alteração no onze (Maxi cumpriu castigo e ocupou o seu lugar na direita da defesa), vinha de goleada moralizadora ao Nacional por 7-0. Os ´dragões` entraram cautelosos mas marcaram no primeiro remate. Aos 15 minutos, um livre de Brahimi encontrou a cabeça de Danilo na área. O médio saltou mais alto e desviou para golo, apesar da estirada de Bracali.

Com uma equipa muito compacta no meio, a fechar todos os espaços para a sua defesa, o FC Porto não dava espaços para as saídas do Arouca. E viria a ser a equipa de Nuno a estar perto do 2-0 aos 19 minutos. Brahimi isolou Soares mas o avançado brasileiro rematou ao poste. Bracali estava batido. Mas Soares não perdoaria aos 25 minutos. Oliver colocou na área, o brasileiro saltou mais alto que todos e desviou de cabeça para o 2-0. Um golo onde a defensiva do Arouca fica ´mal na fotografia` já que Soares estava sozinho, e ainda com Filipe em condições de marcar. Era o sexto jogo consecutivo de Soares a marcar desde que chegou ao FC Porto em janeiro, o seu 15º na prova, apanhando assim o seu colega André Silva no segundo lugar dos melhores marcadores.

Por esta altura o ataque dos azuis-brancos vivia muito do que fazia o atacante ex-Guimarães. Aos 39 minutos, após livre de Brahimi, Soares podia ter bisado mas cabeceou ao lado após livre de Brahimi. Só nos minutos finais do primeiro tempo o Arouca incomodou o FC Porto mas Casillas resolveu a questão.

No segundo tempo o jogo não mudou muito. Manuel Machado tentou mexer com o jogo, lançado Walter González no lugar de Crivelaro aos 53 minutos e Artur no posto de Kuca aos 59. O Arouca estendia num 4-4-2, mas continuava sem conseguir incomodar Casillas.

O FC Porto baixou a intensidade do seu jogo mas continuava a jogar no meio-campo contrário. Soares podia ter marcado após grande passe de Brahimi mas escorreu. Depois foi Jubal a evitar que Filipe marcasse, aos 59. De tanto ameaçar que o FC Porto voltou a marcar. Aos 71 minutos, Jota fez o 3-0 num desvio na pequena área após grande passe de Brahimi. O argelino estava a ´abrir o livro`, a jogar e a fazer a equipa jogar. Saiu aos 76 para dar lugar a Otávio. Mas antes de deixar o relvado, colocou Soares na cara do golo, mais uma vez, mas o avançado brasileiro rematou ao lado. Soares quis tanto colocar a bola que não acertou na baliza.

Depois do 3-0 o Arouca passou a ter mais dificuldades em chegar perto da área do FC Porto. Já os ´dragões` iam gerindo o encontro, sempre perto da área contrária, na busca do quarto golo. Soares aos 76 e Oliver aos 71 ameaçaram novamente o golo mas sem sucesso.

Nuno Espírito Santo aproveitou também para dar mais minutos a João Carlos Teixeira. Ainda viu Maxi e André André serem admoestados com cartão amarelo, o que faz com que falham o próximo jogo frente ao Vitória de Setúbal em casa, ´limpando` assim a ficha para o jogo com o Benfica, da 27.ª ronda. Já perto do final, em mais uma boa jogada de Oliver, o FC Porto vai aumentar para 4-0, por Soares. O espanhol lançou Maxi que cruzou para o brasileiro desviar de pé esquerdo e fazer o 16.º golo na I Liga.

Esta vitória vai permitir ao FC Porto ´dormir` na liderança, pelo menos até segunda-feira, dia em que o Benfica recebe o Belenenses. Os ´dragões` passam a ter mais dois pontos que os ´encarnados` (62 contra 60). Na próxima terça-feira o FC Porto defronta em Turim a Juventus, em jogo da segunda-mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, depois de ter perdido por 2-0 na primeira-mão.

Conteúdo publicado por Sportinforma