Análise: Tondela 1-4 Sporting

12-03-2017 09:10

'Fonte da Juventude' deu força para noite de sonho de Bas Dost

Sporting venceu o Tondela por 4-1, numa exibição de luxo do avançado holandês.
Bas Dost festeja com colegas
Foto: PAULO NOVAIS / LUSA

Bas Dost marcou quatro golos na vitória sobre o Tondela

Por Diogo Marcelo sapodesporto@sapo.pt

A noite foi claramente de Bas Dost. O avançado holandês marcou quatro golos na partida contra o Tondela, mas não se pode falar deste jogo sem dar destaque aos jovens valores da formação ‘leonina’, envolvidos em (quase) todos os golos marcados pelo ex-atacante do Wolfsburgo. O Sporting venceu o Tondela por 4-1 e consolidou o terceiro lugar na prova, aproveitando o empate sem golos entre Chaves e SC Braga.

O jogo: Velocidade e irreverência abriram jogo dos 'leões'

Depois de um empate comprometedor em casa, frente ao Vitória de Guimarães, o Sporting visitava o estádio João Cardoso, procurando um melhor resultado frente ao Tondela do que aquele conseguido em Alvalade: um empate a um golo. Já a equipa tondelense partia com uma série de cinco resultados negativos, procurando os pontos que pudessem garantir a manutenção na Iª Liga.

Apostando em Podence, Zeegelar e Matheus Pereira nos lugares de Bruno César, Ricardo Esgaio e Alan Ruis, respetivamente, Jorge Jesus procurou que as 'pérolas' da Academia de Alcochete pudessem trazer irreverência e velocidade à partida.

E foi mesmo isso que acabou por acontecer. Podence era o mais inconformado dos ‘leões’, procurando com transições rápidas e passes de desmarcação tentou quebrar o bloco defensivo e de pressão alta que o Tondela começou a aplicar ao Sporting. A irreverência do jovem médio resultou numa assistência para o primeiro golo de Bas Dost.

Mas não ficou por aqui a influência dos jovens da formação nos golos do Sporting. O segundo tento é apontado depois de um passe de Matheus Pereira, enquanto Gelson Martins e Francisco Geraldes sofreram as faltas que acabaram por resultar nas grandes penalidades marcadas por Bas Dost.

Na segunda parte, depois do segundo golo do Sporting, o jogo tornou-se mais fácil para o clube de Alvalade, que conseguiu aproveitar a ausência de qualidade defensiva que os tondeleneses tão bem aplicavam no primeiro tempo da partida.

O momento: golo supersónico de Bas Dost

O início da segunda parte começou de forma estonteante, com Murillo a empatar a partida no jogo. No entanto, a resposta não se veio esperar. Menos de dois minutos depois, Bas Dost responde da melhor maneira a um passo de Matheus Pereira e recoloca o Sporting em vantagem. Este golo acabou por galvanizar a equipa para um resultado mais volumoso.

Os melhores: 'Póquer' de Bas Dost, velocidade de Podence

Bas Dost: Foram quatro que podiam ter sido cinco. O avançado holandês acabou a partida com um 'póquer' e, caso não falhasse a terceira grande penalidade podia ter uma mão cheia de golos. No entanto, o sentido de área e de 'matador' que tanto o característica (e que se reflete na lista de golos marcados, consolidando a sua posição no topo da lista de marcadores.

Podence: Jesus apostou nele para fazer de Bruno César e o médio não desiludiu. Na sua estreia como titular no Sporting, Daniel Podence procurou sempre o caminho da baliza, com técnica apurada e aumentos de velocidade. Sofreu falta que deu origem a um livre perigoso, quase convertido por Bryan Ruiz e fez a assistência para o primeiro golo do Sporting.

Os piores:

Defesa do Tondela: O conjunto defensivo da equipa do Tondela procurou na primeira parte condicionar a maior parte da ação do Sporting. Apesar de terem conseguido o empate na segunda parte, uma reação rápida dos 'leões' acabou por deitar por terra grande parte do bom trabalho que tinham feito. Kaká e Claude Gonçalves acabaram por condicionar fortemente a sua equipa, ao fazerem falta para grande penalidade por três vezes.

Reações:


Bas Dost: "Não foi um jogo assim tão fácil"

Jorge Jesus: "Não tenho menos adrenalina a lutar pelo terceiro lugar"

Claudio Ramos: "Os três pénaltis não ajudaram"

Pepa: "Não conseguimos o que queríamos"

Curiosidades:

Os leões não marcavam 4 golos fora de casa desde a última jornada da Liga NOS 2015/16 (vitória por 4-0 frente ao SC Braga)

22 golos: Bas Dost não marcava tantos golos por um clube numa época desde 11/12, quando saiu da Holanda (Heerenveen - 37 golos)

Bas Dost passou a ser o jogador da Iª Liga com maior percentagem de golos da equipa (47%), ultrapassando a percentagem detida por Welthon (46%)

O Sporting está na sua melhor série de jogos sem perder em 2016/17: 5 jogos (4 vitórias e 1 empate)

Nos primeiros 32 jogos com Jorge Jesus no Sporting, Bas Dost fez 24 golos, apenas mais dois do que Slimani, no mesmo período de tempo.

Conteúdo publicado por Sportinforma