Sporting 2-0 Nacional

18-03-2017 21:00

Jesus: "Se não for Bas Dost, dificilmente outro jogador ganha a Bota de Ouro nos próximos anos"

Avançado holandês tem agora mais um golo que Messi e lidera o ranking dos goleadores da Europa.
Jorge Jesus
Foto: DR

Jorge Jesus, treinador do Sporting

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Jorge Jesus considera que será muito difícil ver Bas Dost, autor de dois golos frente ao Nacional, com a Bota de Ouro, mas também afirma que se não for o holandês, dificilmente outro jogador da Liga portuguesa conseguirá vencer o galardão no futuro.

"Não acredito muito que vença, pois está na luta com um jogador que, sozinho, resolve os jogos muitas vezes. Mas posso dizer que, do campeonato português, se não for agora o Bas Dost, dificilmente alguém ganha a Bota de Ouro nos próximos anos. E sabem porquê? A partir do momento em que Portugal cai no ranking, o golo passa a valer apenas um ponto e meio [atualmente vale dois]. Não perdemos apenas a terceira equipa na Liga dos Campeões, como perdemos este pormenor dos goleadores", constatou o treinador dos 'leões', em conferência de imprensa.

Sobre o golo anulado a Bas Dost, Jorge Jesus admitiu ter dado os parabéns ao árbitro auxiliar: "Estava convencido que ele estava em jogo. Vi o defesa em cima do risco de golo, e estava convencido que havia dois jogadores do Nacional. Mas o guarda-redes estava à frente da bola. Dei os parabéns ao árbitro auxiliar. Não era uma decisão fácil e ele esteve muito bem."

Sobre Rúben Semedo, que regressou ao onze em detrimento de Paulo Oliveira, o técnico disse ter feito a escolha consoante as exigências deste jogo e do adversário desta noite: "O Rúben é mais evoluído tecnicamente. Perde noutras características, mas sabíamos que a pressão do Nacional não ia ser muito grande. Precisava de um central com qualidade a sair. Mas o Paulo Oliveira tem estado muito bem."

Veja o vídeo!



Conteúdo publicado por Sportinforma