Primeira Liga

18-03-2017 09:16

Sócios do Belenenses aprovam antecipação de eleições com recompra da SAD em vista

Os sócios do Belenenses aprovaram na sexta-feira por larga maioria, em Assembleia-Geral (AG) Ordinária, a antecipação do ato eleitoral do clube para junho deste ano.
Patrick Morais
Foto: @SAPO Desporto

Patrick Morais, presidente do Belenenses.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Os sócios do Belenenses aprovaram na sexta-feira por larga maioria, em Assembleia-Geral (AG) Ordinária, a antecipação do ato eleitoral do clube para junho deste ano, no qual serão escolhidos os órgãos sociais para o triénio 2017-2020.

Numa AG que durou quase quatro horas, os associados do emblema de Belém votaram favoravelmente e por larga maioria o requerimento apresentado pela atual direção, com 98 votos a favor e quatro abstenções, não havendo qualquer voto contra.

Com esta decisão, o ato eleitoral, que deveria ter lugar em outubro, será realizado no dia 03 de junho, segundo anunciou o presidente da Mesa da AG do Belenenses, Pedro Pestana Bastos, sendo certo que o agora presidente demissionário, Patrick Morais de Carvalho, vai recandidatar-se ao cargo que ocupa desde 2014.

Patrick Morais de Carvalho consegue o objetivo que pretendia, uma vez que, caso seja reeleito, vai avançar para a recompra da maioria do capital social da SAD, atualmente detido pela Codecity Sports Management, liderada por Rui Pedro Soares e que gere o futebol profissional desde 2012.

O clube tem direito a recomprar a maioria do capital social, tendo para isso de notificar a Codecity desta intenção em duas 'janelas', segundo consta do acordo parassocial assinado entre as duas partes: a primeira, já passada, entre outubro de 2014 e janeiro de 2015, e a segunda entre outubro de 2017 e janeiro de 2018, precisamente na altura em que o clube teria eleições.

"É uma vitória dos sócios do Belenenses, porque ratificaram a estratégia da direção do clube, um garante de estabilidade governativa por altura de outubro de 2017. Pretende-se que o clube esteja estável e consiga reunir as condições necessárias para poder exercer o direito de recompra da SAD", afirmou o atual líder aos jornalistas, após a AG.

Por outro lado, o vice-presidente Óscar Machado Rodrigues fez o ponto de situação do projeto de requalificação do complexo do Restelo, tendo adiantado que há algumas divergências do ponto de vista arquitetónico com o colégio ?O Parque', que deverá será o parceiro responsável pela edificação e exploração do estabelecimento de ensino que será construído, mas também o responsável pela edificação do novo pavilhão.

Nesta AG, os sócios aprovaram igualmente o orçamento para a próxima época desportiva (2017/18) por maioria, com 94 votos a favor, um contra e 12 abstenções.

O documento contempla um resultado positivo de cerca de 55 mil euros - menos 16 mil euros que no exercício em curso - os quais resultam da diferença entre os 4,23 milhões de euros (ME) de rendimentos e os 4,18 ME de gastos.

O orçamento só deveria ser colocado a votação em AG em maio, mas a proposta de antecipação das eleições para junho levou a que a direção apresentasse o documento aos associados dois meses antes do prazo previsto.

Os associados do clube do Restelo aprovaram ainda por unanimidade a atribuição do galardão de Sócio de Mérito' a António Crispim Fontes, por "relevantes serviços prestados" ao Belenenses.

Conteúdo publicado por Sportinforma