Arbitragem

20-03-2017 22:10

Em jogo de sub-12, pai dá bofetada a árbitro de 15 anos

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol denunciou mais um caso que decorreu este fim-de-semana, no Dia do Pai.
Árbitro

Árbitro

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Não está fácil ser árbitro em Portugal. A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol denunciou mais um caso que decorreu este fim-de-semana, no Dia do Pai. A denúncia foi feita por Luciano Gonçalves, líder da APAF.

"O ambiente está um pouco mais calmo, mas não o suficiente, até porque este fim-de-semana voltou a haver novamente agressões nos campeonatos regionais. Enquanto assim for, não podemos dizer que o ambiente está calmo. Está mais calmo, mas ainda não como devia estar que é o normal. Foi uma agressão a um miúdo de 15 anos num jogo de miúdos de 12 anos. Um pai de uma bofetada num árbitro com 15 anos. É isto o nosso futebol. Infelizmente é isto o nosso futebol", denunciou Luciano Gonçalves.

Para o líder da APAF, estas situações só continuam a acontecer devido ao clima que se vive na arbitragem da I Liga.

"Como já disse várias vezes, tudo é que feito de bom e de mau em cima transmite por aí abaixo. É normal que todo o péssimo ambiente que existe em cima tenha reflexo cá em baixo pela negativa quando se trata de situações negativas. Quando estamos na fase final só se fala 35 horas por semana em arbitragem, portanto temo que, chegando à parte final, se passe para as 40 horas a falar de arbitragem. Certamente que não é isso que vai melhorar o nosso futebol e a arbitragem em concreto", comentou.

Na próxima ronda haverá um encontro que poderá decidir muito do campeonato. O Benfica, líder da I Liga, recebe o FC Porto que tem menos um ponto. Luciano Gonçalves confia em pleno no Conselho da Arbitragem e no árbitro que venha a ser nomeado.

"Espero que seja mais um grande jogo de futebol disputado por três grandes equipas e é isso que qualquer adepto que goste de futebol espera. O Conselho de Arbitragem, melhor do que ninguém, saberá qual o árbitro que possa desempenhar esse papel na perfeição".

Conteúdo publicado por Sportinforma