FC Porto 1-1 Vitória Setúbal

20-03-2017 09:00

Dragões Diário reclama três penáltis frente ao Vitória de Setúbal

Newsletter do FC Porto deixou ainda duras criticas ao antijogo dos ‘sadinos’.
Corona (D) e Bonilha (E) disputam a bola no Dragão
Foto: EPA/JOSE COELHO

FC Porto empatou com o Vitória de Setúbal

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O Dragões Diários afirmou que o FC Porto foi prejudicado pela arbitragem frente ao Vitória de Setúbal no encontro da 26ª jornada. Na newsletter diária do clube da cidade Invicta, pode ler-se a reclamação de três grandes penalidades durante a duração do encontro contra a equipa orientada por José Couceiro.

“Como de costume, o FC Porto tem sérias queixas da arbitragem, que deixou passar três lances de penalidade, primeiro sobre André Silva, depois sobre Brahimi e novamente sobre André Silva. No segundo lance chega a ser caricato que árbitro e assistente não tenham visto a forma como Bruno Varela empurrou Brahimi. E assim se adulterou um jogo de forma grave, com clara influência no resultado. As armadilhas estão ao virar da esquina e só os mais desatentos podem ficar surpreendidos”.

O antijogo praticado pelos ‘sadinos’ quando o encontro estava empatado também foi alvo de muitas criticas por parte da newsletter dos ‘azuis e brancos’. Para o Dragões Diário, a equipa médica do VItória de Setúbal esteve em campo durante quase dez minutos quando havia empate, mas nem sequer entraram no relvado quando o FC Porto estava a vencer.

“O árbitro Manuel Oliveira concedeu 12 minutos de descontos (final de primeira parte e final de jogo), mas isso não compensa as constantes quebras de ritmo provocadas pelo Setúbal, com inúmeras entradas da equipa médica em campo, mas nenhuma quando o resultado lhes era desfavorável - no total, a equipa médica do Setúbal entrou em campo sete vezes, três com o resultado em branco, quatro com o resultado empatado a um golo, num total de 9m26s de tempo perdido só nestas sete paragens. Mas o antijogo do Setúbal não se cingiu às assistências médicas, começou com o apito inicial do árbitro - aos cinco minutos já o árbitro avisava Bruno Varela para não perder tempo”.

O FC Porto empatou com o Vitória de Setúbal e perdeu a oportunidade de chegar à liderança da Primeira Liga. Com efeito, a equipa de Nuno Espírito Santo não foi capaz de aproveitar o empate do Benfica frente ao Paços de Ferreira na Mata Real.

Conteúdo publicado por Sportinforma