Futebol

23-03-2017 13:55

Jogadores emprestados, dos três grandes, que mais mossa fizeram aos rivais

Os jogadores emprestados podem tornar-se uns autênticos agentes secretos quando estes marcam aos clubes rivais e candidatos ao título.
Iuri Medeiros, jogador do Boavista emprestado pelo Sporting

Iuri Medeiros, jogador do Boavista emprestado pelo Sporting

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

João Carvalho foi o mais recente caso de um jogador emprestado, neste caso pelo Benfica ao Vitória de Setúbal, a fazer mossa a um dos rivais diretos.

No encontro da 26.ª jornada, em que o FC Porto tinha a oportunidade de saltar para o primeiro lugar, o golo do jovem português permite que o ‘seu’ Benfica continuasse na liderança do campeonato português.

Perante este cenário, e segundo uma análise do zerozero, foi-se procurar quais foram os jogadores emprestados que mais danos causaram aos outros candidatos ao título nos últimos 10 anos.

O Benfica tem sido a equipa mais castigada pelos jogadores emprestados pelo FC Porto e Sporting, enquanto os Dragões foram os que menos sofreram.

Ao longo dos últimos 10 anos, os atuais tricampeões sofreram 14 golos infligidos por jogadores emprestados pelos dois rivais, o Sporting 12 e o FC Porto 8.

Iuri Medeiros (Arouca, Moreirense e Boavista, 2014-17) e Wilson Eduardo (Olhanense-Académica, 2012-14) emprestados pelo Sporting, foram os que mais danos causaram aos encarnados.

Já Fábio Coentrão (Nacional e Rio Ave, 2007-2009), emprestado pelo Benfica, foi uma dor de cabeça para os Dragões.

Jhon Murillo, emprestado pelo Benfica ao Tondela, marcou dois golos ao Sporting numa só temporada (2016-17). Também contra os Leões, Marega, emprestado ao Vitória de Guimarães pelo FC Porto, bisou numa só temporada.

Conteúdo publicado por Sportinforma