Sporting

31-03-2017 13:32

Bruno de Carvalho atira-se à militância 'anti-Sporting' que reina no futebol português

Líder leonino não poupou críticas a um membro da Comissão Arbitral da Liga que ontem colocou o seu lugar à disposição.
Bruno de Carvalho: crónica de uma vitória anunciada
Foto: © 2017 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Líder leonino não poupou críticas a um membro da Comissão Arbitral da Liga que ontem colocou o seu lugar à disposição.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, voltou pronunciar-se nas redes sociais sobre o atual estado do futebol português e não poupou nas críticas a João Pinheiro, membro da Comissão Arbitral da Liga que ontem colocou o seu lugar à disposição. Recorde-se que o dirigente foi muito criticado por publicar conteúdos nas redes sociais a favor do Benfica, e contra o Sporting.

"Este senhor, João Pinheiro, é membro da Comissão Arbitral da Liga. Agora existe quem queira branquear o seu reprovável comportamento público, anti-Sporting, dizendo que ser adepto do Benfica (ou de outro clube) não pode impedir qualquer pessoa de cumprir as suas funções, pois todos somos livres de fazer as nossas escolhas. (...) Mas a questão aqui não está nas afiliações de cada criatura, mas tão somente na sua actuação que, ao gozar de forma recorrente com um Clube e com o seu Presidente, não tem qualquer condição para ter sido convidado para um cargo destes, muito menos para o manter", começou por escrever Bruno de Carvalho na sua página pessoal do Facebook.

"Este é apenas mais um caso de falta de bom senso e de falta de atenção quando se formam equipas. E também mais um exemplo de como se pode falar, com autoridade moral, da existência de falta de respeito e de uma "vertente" anti-Sportinguista cada vez com menos medo de dar a cara (que perdeu a pouca vergonha que tinha) e que milita no futebol português. Agora que não se andem a apagar posts em facebooks ou twitters para se esconderem falhas de carácter e/ou personalidade. Este tipo de exemplos maus não se ficam pelo Sr. João Pinheiro, e as medidas de afastamento têm de começar a ser a regra e não a excepção", sentenciou Bruno de Carvalho.

Conteúdo publicado por Sportinforma