Futebol

31-03-2017 22:24

O novo candidato quer transformar o Braga em campeão

António Pedro Peixoto vai “fazer tudo” para Sporting de Braga ser campeão nacional
SC Braga - Arouca
Foto: © 2017 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Jogadores do Braga celebram um golo

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O candidato à presidência do Sporting de Braga António Pedro Peixoto disse hoje que fará tudo para o clube ser campeão nacional de futebol e reafirmou que Jorge Simão será o seu treinador se vencer as eleições.

"Este é um objetivo de vida e de amor incondicional. Compreendo que a mudança assuste, mas as grandes conquistas acontecem depois de mudanças, temos que arriscar para depois conquistar e vamos fazer tudo, mas tudo para fazer o Braga campeão nacional", afirmou no final da apresentação da sua lista perante cerca de 300 pessoas.

Garantiu ainda que Jorge Simão será o seu o treinador - "porque é o que está lá" - e que não vai "acenar com jogadores: esta é a nossa equipa e vamos apoiá-la".

Vai criar a figura do diretor desportivo, que será "o elo de ligação" entre a equipa e a direção, que "já está fechado" e será apresentado em breve.

Afirmou não ter "investidores da Rússia ou da China", porque "o clube tem capacidade para gerar receitas para atingir os seus objetivos" e disse que, apesar de ter crescido, "não concorda que o Braga esteja pujante".

Defendeu que, "para dar o salto, o Braga precisa de algo que esta direção não tem: paixão pelo clube e pela cidade".

Disse que a cidade desportiva será "bem-vinda", mas mostrou-se "preocupado" sobre se não pode "hipotecar o futuro do clube", afirmando desconhecer quanto vai custar a sua construção e quais os custos mensais e anuais.

Mostrou intenção de valorizar as modalidades, que vivem com "muitas dificuldades", e implementará a política de direcionar um euro da quota para uma modalidade à escolha do sócio.

Lembrou os três pilares da sua candidatura (valorização dos sócios e adeptos, mais transparência e fomento de uma identidade entre o clube e a cidade) e elencou várias medidas concretas a implementar, destacando-se a colocação de escadas rolantes no estádio.

Disse querer fazer auditorias externas de três em três anos e garantiu que fará um "esforço" para recuperar "a maioria do capital da SAD", assim como para identificar "as famigeradas ações" vendidas no final do ano passado pela câmara municipal de Braga.

Paulino Carvalho, chefe do departamento de futebol do clube em 1983/84 e atual delegado da Liga de clubes, será o vice-presidente para a Presidência, Luís Sousa, presidente do Sporting de Braga durante um ano (1991) e atual vice-presidente do Conselho Geral, será o presidente da mesa da assembleia-geral e José Luís Dias, antigo diretor financeiro do ABC entre 1994 e 2004, o presidente do Conselho Fiscal.

Para o Conselho Geral é proposto o nome de Fernando Santos e o Conselho Cultural e Social, a criar, será liderado por Rui Ferreira.

Os restantes candidatos a vice-presidentes são: Luís Guimarães (futebol de formação), Ana Pereira (relações institucionais), Paulo Arantes Amorim (área financeira), Ana Catarina Sousa (marketing), Carlos Mangas (modalidades), Ricardo Azevedo (juventude).

As eleições decorrerão em maio, mas ainda não têm data marcada, e António Salvador, atual presidente, recandidata-se ao cargo.

Conteúdo publicado por Sportinforma