Futebol

31-03-2017 19:00

Rui Vitória explica aos sul-americanos a paixão que move um Benfica-FC Porto

O Benfica-FC Porto, da 27.ª jornada da I Liga, está marcado para às 20h30 deste sábado.
FC Porto - Benfica
Foto: Lusa

FC Porto - Benfica

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

A ESPN, a maior cadeia de televisão especializada em desporto do Mundo, marcou presença na conferência de Rui Vitória, de antevisão do Benfica-FC Porto, teve a presença da ESPN. Os jornalistas da cadeia de televisão sul-americana quiseram saber o que é um Clássico do futebol português. Rui Vitória vestiu a ´pele` de professor (por acaso era professor de educação física antes de abraçar a carreira de treinador) e explicou a paixão que rodeia um jogo desta natureza.

"Em termos de clássico, é um jogo que em Portugal é vivido de forma muito intensa e com um mediatismo muito intenso. Mas a mensagem que mandamos para o mundo é que Portugal é campeão da Europa, estão aqui duas equipas boas, vamos jogar num estádio lindo. E isso é a prova da vitalidade do futebol português. E eu enquanto treinador do Benfica tenho a responsabilidade de saber a quantidade de benfiquistas que existem por este mundo fora. Falar deste clássico é falar de um jogo intenso e apaixonante. É um jogo que deve ser visto... Muitas vezes, este jogo acaba por não ter uma grande qualidade, uma vez que a competitividade e o impacto pode levar a isso", sublinhou o técnico.

O treinador do Benfica aproveitou para frisar que está muito satisfeito com os sul-americanos do plantel ´encarnado` pela sua entrega e profissionalismo.

"Em relação aos sul-americanos, estou muito contente com eles, uns com mais ou menos minutos. Mas o que a mim me deixa muito satisfeito e fascinado até. Todos eles têm grande caráter, grandes profissionais. Porque sabem que saem do seu país para conquistar a sua vida e têm-nos feito de uma forma que a mim me tem deixado muito orgulhoso", apontou.

O Benfica-FC Porto, da 27.ª jornada da I Liga, está marcado para às 20h30 deste sábado. Os ´encarnados` lideram a prova com 64 pontos, mais um que os ´dragões`.

Conteúdo publicado por Sportinforma