Benfica 1-0 FC Porto

01-04-2017 21:16

Jonas estreia-se a marcar aos ‘dragões’ e dá vantagem ao Benfica ao intervalo

Em dia de aniversário, brasileiro inaugurou o marcador de grande penalidade, a castigar falta cometida por Felipe na área.
Jonas celebra golo apontado ao FC Porto
Foto: MÁRIO CRUZ/LUSA

Jonas celebra golo apontado ao FC Porto

Por Inês Antunes sapodesporto@sapo.pt

Está vivo e bem quentinho o clássico na Luz! O Benfica vai vencendo o FC Porto por 1-0, em jogo da 27.ª jornada da Primeira Liga. Jonas, de grande penalidade, fez o 1-0. Recorde-se que as duas equipas estão separadas por apenas um ponto no topo da classificação.

Para aquele que tem vindo a ser apontado por muitos como o jogo do título, Rui Vitória decidiu apostar em Rafa como titular - entrou para o lugar de Zivkovic que jogou em Paços de Ferreira na última jornada. Fejsa e Grimaldo, que tinham sido convocados à condição, nem para o banco foram. Nuno Espírito Santo, por sua vez, optou por deixar André Silva no banco e chamar André André, que não foi opção frente ao Vitória de Setúbal, deixando a frente de ataque encarregue a Brahimi, Soares e Corona.

Os ‘encarnados’ entraram com tudo na partida, de tal forma que logo aos cinco minutos Felipe cometeu falta na área sobre Jonas. Carlos Xistra nem hesitou e marcou grande penalidade a favor da equipa da casa. Jonas, que este sábado cumpre o seu 33.º aniversário, não vacilou e inaugurou o marcador para o Benfica. Ele que nunca havia marcado aos azuis e brancos.

Excelente entrada em cena da equipa de Rui Vitória – ao cabo dos primeiros dez minutos, os ‘dragões’ nem sequer tinham chegado à área adversária. Soares e Brahimi ainda foram tentando a sua sorte – o argelino foi um dos mais atrevidos da equipa portista - mas sem sucesso. Ao minuto 30, nova oportunidade para a equipa da casa – remate de Mitroglou à entrada da área, após passe de Rafa, mas à figura de Casillas.

Ao minuto 37, já numa altura em que o FC Porto começava a crescer de rendimento, Brahimi tentou surpreender Ederson na cobrança de um livre direto, mas o guarda-redes brasileiro estava atento e desviou para canto. Já muito perto do intervalo, foi a vez de Luisão estar na cara do golo, mas o desvio de cabeça saiu ao lado da baliza de Casillas. Durante a primeira parte houve ainda espaço para alguns desentendimentos entre os jogadores – ou não estivéssemos num clássico – serenados de imediato pelo árbitro.

Recorde-se que, em caso de vitória, o Benfica aumenta para quatro pontos a distância para o FC Porto, segundo classificado. Caso a noite sorria aos ‘dragões’, estes ascendem à liderança, com mais dois pontos que as ‘águias’.

Conteúdo publicado por Sportinforma