Futebol

01-04-2017 09:22

Presidente do Estoril-Praia ambiciona criar uma academia de futebol em Cascais

Único candidato nas eleições marcadas para segunda-feira falou dos projectos para o próximo mandato.
Estoril-Praia 'apadrinha' regresso do Feirense

Único candidato nas eleições marcadas para segunda-feira falou dos projectos para o próximo mandato.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Alexandre Faria aponta como maior sonho do seu próximo mandato como presidente do Estoril-Praia a criação de uma academia de futebol em Cascais, em nome da projeção do concelho como um destino de "turismo desportivo" para o futuro.

Único candidato nas eleições marcadas para segunda-feira, que o irão reconduzir para um novo mandato até 2020, o líder estorilista refere também, em entrevista à agência Lusa, que "era uma obrigação" continuar o trabalho que foi desenvolvido nos últimos três anos, agradecendo ainda o "apelo dos sócios" para voltar a avançar para a presidência.

"Falta fazer aquilo que não depende de nós: Cascais ter uma academia internacional que possa acolher equipas e possibilidades de estágio. Sendo um concelho de vocação turística, entendemos que o clube deve acompanhar esse caminho e ser o 'braço-armado' no desporto para essa vertente. É um dos grandes objetivos para os próximos três anos", afirma.

Nesse âmbito, o presidente do clube da Linha enfatiza a importância atual de Portugal no futebol europeu: "Estamos a viver tempos únicos: temos o melhor jogador do mundo, a seleção feminina pela primeira vez no Europeu e uma seleção campeã europeia com um selecionador 'nascido' no Estoril. Vamos aproveitar isto para tornar realidade a única infraestrutura que falta no concelho."

Todavia, Alexandre Faria reconhece que cumprir esse sonho não depende exclusivamente do clube e que está também sujeito aos "calendários autárquicos", aludindo às eleições para a Câmara de Cascais neste ano, embora destaque este desígnio como algo suprapartidário.

"O que posso dizer é que estamos disponíveis, temos parceiros para isso e queremos desenvolvê-lo. A autarquia sabe disso e está a ajudar-nos nesse aspeto. Vamos ver se, de facto, se consegue concretizar. O Estoril é o único promotor possível e garante do sucesso de uma iniciativa desse género", frisa, realçando a vontade de fazer do clube um "embaixador da região".

Além do projeto do centro de treinos em Cascais, Alexandre Faria assinala o desejo de internacionalizar o nome do Estoril-Praia, enumerando os protocolos a nível do futebol de formação que já existem com parceiros na Índia, China, Canadá e Estados Unidos.

Por outro lado, o presidente do Estoril enfatiza as conquistas do primeiro mandato, considerando "excecional" o que foi alcançado desde 2014: "O crescimento infraestrutural; o saneamento financeiro total, em que o clube, hoje, com muito orgulho, pode dizer que não tem nenhum credor; e as 12 novas modalidades criadas, todas elas autossustentáveis."

"O facto de não termos constrangimentos financeiros permite planear o futuro: essa é a grande responsabilidade do próximo triénio", conclui.

Alexandre Faria, presidente do Estoril-Praia desde 2014, lidera a única lista no ato eleitoral agendado para 03 de abril e que vai reconduzir a atual direção a mais um mandato de três anos.

Conteúdo publicado por Sportinforma