Futebol

03-04-2017 15:03

Presidente da APAF admite greve dos árbitros em todos os escalões

Luciano Gonçalves espera uma punição exemplar para o jogador do Canelas que agrediu um árbitro.
Luciano Gonçalves, candidato à presidência da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF)
Foto: D.R.

Luciano Gonçalves espera uma punição exemplar para o jogador do Canelas que agrediu um árbitro.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O recente caso de violência contra um árbitro no jogo entre Rio Tinto e Canelas deixou todo o sector indignado, e levou mesmo o presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) a admitir uma greve geral em todas as competições.

Em declarações à Rádio Renascença, Luciano Gonçalves comentou o recente caso no jogo Rio Tinto-Canelas e garantiu que os árbitros estão unidos.

"Estamos unidos, mas é necessário o apoio de outras instituições. Não basta estarmos fartos e pararmos. Queríamos que o problema fosse resolvido de vez e não só por uma semana ou duas. Mas esse pode ser o caminho. Só pedimos o mínimo de segurança para podermos realizar o nosso trabalho em campo. Cada vez mais está em causa a verdade desportiva", disse o presidente da APAF.

Em relação aos acontecimentos verificados no jogo entre Rio Tinto e Canelas, Luciano Gonçalves frisou que espera que a justiça funcione e que o jogador que agrediu um árbitro seja punido de forma severa.

"Pretendemos que o jogador seja condenado pela atitude que teve. Pessoas assim não fazem falta ao futebol, que seja irradiado. E que existam medidas de prevenção e segurança nos campos já!", afirmou o presidente da APAF.

O futebolista do Canelas Marco Gonçalves foi constituído arguido pelo Ministério Público (MP), com termo de identidade e residência, na sequência da agressão ao árbitro do jogo Rio Tinto-Canelas, no domingo.

O jogador, que entretanto já foi expulso do clube, foi ouvido hoje durante toda a manhã no Tribunal de Gondomar e vai aguardar em liberdade pelo desenvolvimento do processo-crime. O advogado de Marco Gonçalves, Nélson Sousa, não esclareceu contudo o tipo de declarações prestadas pelo seu cliente.

O ex-jogador do clube gaiense foi expulso logo nos primeiros minutos do encontro entre Rio Tinto e Canelas, da Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto, agredindo o árbitro, José Rodrigues, depois de receber ordem de expulsão, após agressão a um jogador da equipa adversária.

José Rodrigues teve que ser assistido pelo INEM e, posteriormente, conduzido ao hospital. A partida foi dada como concluída após os incidentes.

Conteúdo publicado por Sportinforma