Benfica 1-1 FC Porto

03-04-2017 12:45

E depois do Clássico? Recorde as 10 frases que marcaram o empate na Luz

Benfica e FC Porto empataram 1-1 no jogo do título. Estava tudo em jogo, mas no final não mudou nada.
Benfica vs FC Porto
Foto: Lusa

Clássico terminou empatado 1-1

Por José Rafael Lopes sapodesporto@sapo.pt

O encontro entre Benfica e FC Porto era o prato principal da 27ª jornada da Primeira Liga. No ‘jogo do título’ como foi dito por muitos, estava em jogo a liderança e uma possível vantagem sobre os dois candidatos mais fortes à conquista do título. Após 90 minutos de futebol intenso, o FC Porto segurou o Benfica para reeditar o resultado da primeira volta no Dragão.

Após o final do jogo, houve várias personagens ligadas aos dois clubes que deixaram declarações sobre o empate no relvado da Luz. Confira as 10 intervenções mais fortes após o jogo entre os dois primeiros colocados do campeonato.

Benfica:

Rui Vitória em conferência de imprensa após o jogo: “Festejos do FC Porto dizem muito sobre o que foi o jogo

“Fomos uma equipa que jogou melhor e merecia ter ganho, mas que não materializou aquilo que teve. O Casillas voltou a fazer defesas importantes, mas que fique claro que fomos a melhor equipa. Os festejos do FC Porto dizem muito sobre o jogo. Saíram satisfeitos porque o resultado correto era nós ganharmos”.

Rui Vitória sobre o jogo com o Sporting

“Se eu pensar somente nesse jogo dificilmente temos sucesso. Cada jogo tem uma circunstância. Se calhar o FC Porto pensava que passava para a frente e não passou. Não podemos controlar algo que está tão longe. Qualquer das equipas vai ter jogos complicados”.

Pizzi em ‘flash interview’:

“Fomos muito fortes, agressivos e conseguimos fazer o golo. Na segunda parte, o FC Porto entrou melhor, fez o empate, mas a partir dai foi uma avalanche. Mais uma vez Casillas teve um papel determinante. No entanto, sabemos que dependemos só de nós".

Benfica sobre o golo de Maxi Pereira:

“O golo do FC Porto é precedido de falta de Maxi Pereira sobre Samaris, que o árbitro assistente deixou passar. É o mesmo que não viu a agressão de Maxi Pereira [ A Jonas]. Não viu porque não quis. É mais um erro a juntar a outros que nos prejudicaram este campeonato”

Jonas em declarações à BTV

“Estou feliz pelo golo, menos com o resultado. Se houve equipa que jogou melhor foi o Benfica. A felicidade do FC Porto no final? Nem reparei, mas resume tudo. A atitude deles foi essa”.

FC Porto

Nuno Espírito Santo em conferência de imprensa

“Chegámos justamente ao empate e nesse momento soubemos defender. Foi um jogo em que também sofremos mas que nos deixa, tal como antevimos, na luta até ao fim. É um resultado que não queríamos e que nos deixa a todos insatisfeitos”.

Nuno Espírito Santo Sobre o embate com Jonas:

“Não quero comentar isso. Tenho 1,90 metros, 105 quilos, não é fácil derrubarem-me”

Óliver na flash interview:

“O Benfica entrou melhor e marcou logo no primeiro lance, e de grande penalidade. Tentamos fazer o nosso jogo, merecemos o golo e conseguimos o empate. Sabíamos que era um jogo complicado, mas acreditámos até ao fim”.

Pinto da Costa na zona mista do Estádio da Luz:

“Não vale a pensa insistir que não vou falar sobre arbitragem. Pode insistir à vontade que daqui não leva nada. Você vive da chafurdice e eu não. Esta equipa está confiante em ganhar qualquer jogo, como aqui, em que podia ter ganho. Foi um jogo bem disputado, entre duas grandes equipas, com um bom árbitro”.

FC Porto sobre a arbitragem do Clássico:

“O árbitro Carlos Xistra não teve qualquer dúvida a assinalar penálti logo aos cinco minutos, numa jogada entre Jonas e Felipe, bem fabricado pelo avançado do Benfica, mas em que há um toque de Felipe. É uma pena que penáltis muito mais evidentes, como por exemplo ainda na semana passada com o Setúbal, e foram três, não tenham sido assinalados”

Conteúdo publicado por Sportinforma