Benfica - FC Porto

03-04-2017 11:23

Instaurado processo disciplinar a agente da PSP que agrediu adepto do Benfica

Clássico entre o Benfica e o FC Porto acabou empatado a uma bola.
Instaurado processo disciplinar a PSP que agrediu adepto do Benfica

Instaurado processo disciplinar a PSP que agrediu adepto do Benfica

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

A PSP comunicou, esta segunda-feira, que foi aberto um processo disciplinar ao agente da PSP que agrediu um adepto nas imediações do Estádio da Luz, antes do início do clássico.

"No dia do jogo referido, ainda antes do início do mesmo, após o visionamento das imagens da ocorrência em questão, passadas exaustivamente por diversos órgãos de comunicação social, foi imediatamente determinada a instauração de processo disciplinar para apurar todas as circunstâncias da ocorrência. Nos termos do Regulamento Disciplinar da PSP, o referido processo disciplinar corre os seus trâmites na Unidade Especial de Polícia (UEP)", comunicou.

Apesar da situação, a PSP elogiou o desempenho do contingente envolvido na operação policial no clássico entre o Benfica e o FC Porto.

A PSP "salienta o desempenho de todos os seus polícias envolvidos nesta operação de segurança, nomeadamente os da UEP, que permitiram que um policiamento complexo a um jogo de futebol de risco elevado, tivesse decorrido dentro da normalidade possível e sem a ocorrência de lesões graves para qualquer dos intervenientes", acrescentou.

A Polícia de Segurança Pública (PSP) fez no sábado um balanço final de onze detenções considerando que estes adeptos tiveram comportamentos que consubstanciaram práticas ilegais ou crimes.

No mesmo comunicado, a PSP refere que no domingo, no policiamento desportivo relacionado com o jogo de futebol entre o Sport Clube de Rio Tinto e o Clube de Futebol Canelas 2010, que decorreu no estádio cidade Rio Tinto, foi detido um dos jogadores por agressão ao árbitro do jogo.

A detenção do jogador do Clube de Futebol Canelas 2010, adianta a nota, ocorreu dentro do relvado, por iniciativa dos polícias da PSP que integravam o dispositivo do policiamento, por aparentemente o árbitro não se encontrar em condições de solicitar a intervenção policial em tempo útil.

O jogador detido, em cumprimento do legalmente estipulado, foi notificado para comparecer hoje perante a entidade judicial competente.

A PSP apela a todos os intervenientes nas competições desportivas, independentemente da sua qualidade, que contribuam para que os estádios e pavilhões sejam locais de festa e de expressão de sã rivalidade clubística e não de confrontação física que ponha em risco a integridade física de todos os que nelas participam.

Conteúdo publicado por Sportinforma