SC Braga

06-04-2017 14:34

Jorge Simão desvaloriza notícias de que pode sair

Treinador dos 'bracarenses' defendeu que está focado na equipa.
De 3-0 a 3-3, nunca o SC Braga tinha desperdiçado tal vantagem
Foto: SAPO Desporto

Jorge Simão, treinador do SC Braga

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Jorge Simão disse hoje acreditar que as marcas do empate com o Marítimo (3-3) já se desvaneceram e voltou a desvalorizar as notícias que indicam que não vai continuar no comando da equipa de futebol do Sporting de Braga.

Na última jornada da I Liga, os minhotos desperdiçaram dois pontos em casa já que, depois de estarem a vencer por 3-0 aos 25 minutos, permitiram a recuperação dos insulares.

"Acredito que as marcas [que o empate deixou] se desvaneceram rapidamente, aliás, não há outra forma de encarar isso, quem anda nesta vida e nesta profissão tem que o saber fazer, no êxito e no insucesso os festejos e o luto têm que se fazer de forma rápida", disse na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Feirense, da 28.ª jornada da I Liga.

Jorge Simão defendeu que faltou serenidade para controlar o jogo, mas considera que essa intranquilidade não resulta das notícias recorrentes que dão conta que, apesar de ter contrato por mais uma temporada, não vai continuar como treinador dos ‘arsenalistas’.

Esta semana, alguma imprensa deu conta de que o técnico da equipa B do Sporting de Braga, Abel Ferreira, deverá ser o seu substituto na próxima época, mas Jorge Simão desvalorizou a situação e considera que essas notícias não influenciam o grupo de trabalho.

"Há três ou quatro semanas, era o Gattuso. Quanto as coisas não vão acontecendo de acordo com o que desejamos, acaba por ser natural [que essas notícias surjam]. A intranquilidade que vivemos não vem do exterior, mas dos momentos duros que fomos passando esta época e que, nos momentos de adversidade, nos fazem ter aquela falta de serenidade", disse.

O técnico frisou: "trabalhei muito para estar aqui, não sou de desistir, sou de persistir, sinto-me com todas as forças para ir à luta, faltam sete jogos, estão 21 pontos em disputa e esse é o objetivo".

"O futebol é o presente, que condiciona o futuro. Há uma luta acesa pelo quarto lugar, mas recordo que, quanto entrei para o Braga, o Vitória de Guimarães estava dois pontos atrás e, passado este tempo todo e com esta crise, perdemos dois pontos para o Vitória, por isso o cenário não me parece tão dramático assim", referiu.

Questionado sobre se espera que o clube desminta a troca por Abel Ferreira, como o fez quando surgiu a notícia sobre Gattuso, respondeu: "estou à espera de ganhar em Santa Maria da Feira".

Jorge Simão acrescentou que não sente António Salvador mais distante e afirmou que, "pelo contrário, [o presidente] tem estado todos os dias aqui".

Disse ainda esperar um Feirense "muito confiante" pelos recentes resultados, com vitórias e "reviravoltas" e dificuldades acrescidas pelo campo de dimensões reduzidas.

Sporting de Braga, quarto classificado, com 47 pontos, e Feirense, nono, com 35, defrontam-se às 20:30 de sexta-feira, no Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira.

Confira os convocados:

Guarda-redes: Marafona e Matheus
Defesas: Velázquez, Baiano, Djavan, Ricardo Ferreira, Artur Jorge e Goiano
Médios: Battaglia, Fede Cartabia, Ricrado Horta, Pedro Santos, Alan, Vukcevic, Xadas e Gamboa
Avançados: Rodrigo Pinho e Rui Fonte

Conteúdo publicado por Sportinforma