Agressões no futebol

06-04-2017 14:23

Secretário de Estado sugere alterações em sanções contra a violência no Desporto

João Paulo Rebelo revelou os resultados da reunião pedida por ele para combater a violência no desporto.
434b4dfefd43cb2270ddf9fbdaba6b5d4443ac67.jpg
Foto: © 2016 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

João Paulo Rebelo, secretário de Estado

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

João Paulo Rebelo não tem dúvidas de que é preciso fazer alterações à forma como se vive o desporto em Portugal. No rescaldo da reunião entre Liga, Federação árbitros, jogadores e treinadores, o secretário de Estado defendeu que há um caminho importante a ser feito e muitas questões precisam de ser alteradas.

“Todos os que estiveram aqui reunidos aceitaram o desafio de uma campanha de sensibilização. Para afastarmos este fenómeno do desporto chegámos a uma conclusão importante de que há um caminho a fazer no quadro das sanções sejam desportivas ou penais. Tenho a garantia da Federação que se está a pensar em alterações num quadro comparativo com outras realidades que não a portuguesa”.

Apesar dos mais de 40 casos de agressões num passado recente, João Paulo Rebelo defendeu que as agressões no desporto são um caso de minoria, mas que implica lidar com todo o cuidado. O secretário de Estado deu o exemplo dos milhares de jogos que se disputam todas as temporadas.

“É verdade que temos tido alguns casos de agressões e violência, mas há mais de 124 mil jogos na época desportiva e as situações, sem querer desvalorizar, são muito reduzidas. Não posso deixar de apelar a alguma serenidade de todos os agentes desportivos que acompanham e intervém no fenómeno desportivo e no futebol”.

A reunião entre o governo e os restantes intervenientes no futebol foi convocado pelo secretário de Estado depois do recente caso de agressões num jogo entre o Canela e o Rio Tinto.

Conteúdo publicado por Sportinforma