Sporting

07-04-2017 16:30

Bruno de Carvalho: "Quem se vai ´tramar` é o mexilhão, mas esse não serei eu"

Ainda na mesma mensagem no facebook, Bruno de Carvalho deixou um aviso: ninguém o vai demover das suas convicçõ
Bruno de Carvalho

Bruno de Carvalho

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Bruno de Carvalho está de regresso a Portugal, depois de uma visita a Angola. Na sua conta no facebook, o presidente do Sporting disparou contra o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), sem nunca se referir ao organismo.

"Existe ainda quem pense que, em todos os casos e circunstâncias, água mole em pedra dura tanto bate até que fura. No meu caso quero deixar claro que podem fazer-se de água mole que no final quem se vai ´tramar` é de facto o mexilhão, mas esse não serei eu!", escreveu o líder leonino, nas redes sociais.

O presidente do Sporting referia-se ao comunicado do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, depois de este instaurar processos disciplinares contra Rui Vitória, ao Benfica e a dois dirigentes do clube, após queixas do Sporting: o diretor de comunicação e o vice-presidente para as modalidades.

No comunicado, o organismo presidido por Manuel Meirim alertou para o perigo de as queixas apresentadas por diversos clubes que assentam "em situações e ocorrências diretamente ligadas à prática do futebol", transformarem aquele órgão numa espécie de vídeo-árbitro permanente. As queixas do Sporting que pedia castigos para Jonas e Samaris na sequência do clássico contra o FC Porto não foram atendidas.

Ainda na mesma mensagem no facebook, Bruno de Carvalho deixou um aviso: ninguém o vai demover das suas convicções.

"Ainda está para nascer quem me retire do meu caminho e me afaste dos meus princípios e convicções", concluiu.

De recordar que Bruno de Carvalho foi suspenso 113 dias pelo CD da FPF por três infrações de lesão de honra e reputação. O castigo surgiu na sequência de uma queixa apresentada pelo Benfica, em novembro de 2015.

Conteúdo publicado por Sportinforma