Primeira Liga

07-04-2017 10:09

FC Porto alia-se ao Sporting no processo contra as claques benfiquistas

Eduardo Valente, administrador da SAD portista, Carlos Carvalho, diretor de segurança, e Fernando Saúl, oficial de ligação aos adeptos, vão ser testemunhas do processo.
Pinto da Costa e Bruno de Carvalho
Foto: LUSA

Pinto da Costa e Bruno de Carvalho

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O FC Porto vai ser testemunha no processo que o Sporting instaurou contra o Benfica, por apoio às claques não legalizadas. De acordo com o jornal Record, esta decisão foi tomada na última quinta-feira, na reunião do conselho de administração da SAD dos 'dragões'.

A publicação avança ainda que Eduardo Valente, administrador da SAD portista, Carlos Carvalho, diretor de segurança, e Fernando Saúl, oficial de ligação aos adeptos, vão ser as testemunhas do processo.

Recorde-se que o Sporting avançou com uma queixa formal junto do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) contra o Benfica, denunciando o apoio dos 'encarnados' a claques ilegais.

O emblema de Alvalade avançou para a queixa com base nos termos do artigo nº18 da Lei 39/2009, de 30 de Julho, que sublinha que "a gravação de imagem e som, aquando de um espetáculo desportivo, é obrigatória, desde a abertura até ao encerramento do recinto desportivo, devendo os respetivos registos ser conservados durante 90 dias [...] sob pena de obstrução de justiça e sonegação de provas essenciais à descoberta da verdade material."

Conteúdo publicado por Sportinforma