Primeira Liga

10-04-2017 11:50

Benfica não tinha uma defesa tão pouco batida desde 1993

'Águias' somam 14 golos sofridos à 28ª jornada, uma marca apenas conseguida no século passado.
Ederson
Foto: DR

Benfica tem apenas 14 golos sofridos no campeonato

Por Diogo Marcelo sapodesporto@sapo.pt

A consistência defensiva do Benfica tem sido um dos esteios de Rui Vitória esta época, com os 'encarnados' a contarem 14 golos sofridos em 28 jogos realizados.

Teríamos de regressar ao século passado, mais concretamente à época 1992/1993, para observarmos um número semelhante à 28ª jornada. Depois de um empate sem golos entre FC Porto e Benfica, os 'encarnados' tinham apenas 14 golos sofridos nessa época. Na altura, treinados por Toni, as 'águias' viriam a sofrer mais quatro golos até ao final do campeonato, terminando na segunda posição, a dois pontos do campeão, FC Porto.

No novo século, só em duas ocasiões recentes é que o número de golos sofridos esteve perto dessa marca.

Na época 2013/2014, com Jorge Jesus como treinador do Benfica, e o campeonato a disputar-se a 30 jornadas, os 'encarnados' contavam 15 golos sofridos em 28 jornadas. Viriam a terminar com 18 tentos sofridos, fruto do empate com o Vitória de Setúbal (1-1) e da derrota com o FC Porto (1-2) nas duas últimas jornadas do campeonato. As 'águias' conquistariam o título nessa época.

Também na época seguinte, em 2014/2015, já com o campeonato a jogar-se a 34 jornadas, o Benfica contava com 15 golos sofridos à 28ª jornada. Viria a sofrer apenas mais um, no derradeiro encontro da temporada, na vitória por 4-1 sobre o Marítimo. Os 'encarnados' tornar-se-iam bicampeões, com 16 golos sofridos.

Na época passada, a primeira de Rui Vitória ao serviço do clube da Luz, o Benfica contava com 19 golos sofridos à 28ª jornada. Viria a terminar com 22 tentos no fundo das suas redes, fruto das vitórias frente a Académica (2-1), Vitória de Setúbal (2-1) e Nacional da Madeira (4-1).

Agora, Rui Vitória conta com menos cinco golos sofridos do que na época de estreia e poderá fazer a sua melhor época de sempre nesta estatística em particular, caso consiga manter a sua baliza inviolada nos compromissos que faltam frente a Marítimo, Sporting, Estoril, Rio Ave, Vitória de Guimarães e Boavista.

Conteúdo publicado por Sportinforma